Fábio Câmara manda recado para Edinho Lobão

O vereador Fábio Câmara – ainda pré-candidato do PMDB a prefeito de São Luís – deu uma resposta dura ao suplente de senador Lobão Filho, em entrevista ao programa Ponto e Vírgula (Marcelo Minard, Leandro Miranda e Paulo Negrão), da Difusora FM. No domingo, Edinho Lobão havia afirmado ao blog do Marco D’Eça que Fábio Câmara “não tem a menor condição eleitoral. E as pesquisas deixam claro isso”.

Durante participação na noite desta segunda-feira (27) na emissora da família Lobão, o vereador rebateu. “Com todo o respeito, quando o Edinho Lobão saiu ruim nas pesquisas, ainda assim eu o apoiei. O que faz um político grande ou medíocre, são os seus atos”, disparou Fábio Câmara em recado endereçado a Edinho.

Sobre o fato de não decolar nas pesquisas, não ultrapassando a casa dos 2 por cento, Fábio Câmara respondeu: “não me preocupo com pesquisa, não tem valor agora. Digo que muitas águas ainda vão rolar”, declarou.

Além de Edinho, quem também vislumbra o vexame de Fábio e do PMDB em São Luís é o ex-deputado Ricardo Murad, os deputados Hildo Rocha e Roberto Costa e o ex-senador José Sarney (este tem preferência pelo nome da deputada Andrea Murad).

Imperatriz: Ildon Marques e Assis Ramos articulam apoio do PSDB

O delegado de Polícia Civil, Assis Ramos (PMDB), será oficializado candidato a prefeito de Imperatriz em convenção a ser realizada no dia 23 de julho.

“O Assis Ramos será o futuro prefeito de Imperatriz e ajudarei ele ser o melhor que está cidade já teve”, afirmou o senador João Alberto ao jornalista Paulo Negrão.

A candidatura de Assis pode ganhar o reforço do PSDB, através do prefeito Sebastião Madeira.

O ex-prefeito Ildon Marques (PSB), na condição de deputado federal e tutelado pelo socialista-tucano Roberto Rocha, também estaria se movimentando para ter o apoio dos tucanos por meio de uma articulação na direção nacional do PSDB.

Em síntese, não será nada fácil, como muitos imaginam, a candidata Rosângela Curado vencer a eleição na Princesa do Tocantins. Enquanto isso, o deputado comunista Marco Aurélio, arrancado da disputa, assiste a tudo de camarote.

Dilma cometeu crime na liberação de créditos, aponta perícia

A presidente da República afastada, Dilma Rousseff, concede entrevista coletiva em Brasília (DF) - 14/06/2016

Por Laryssa Borges, na VEJA.com:

A comissão processante do impeachment no Senado recebeu nesta segunda-feira as conclusões da perícia feita para analisar aspectos técnicos sobre as acusações que pesam contra a presidente afastada Dilma Rousseff. No documento, o corpo técnico afirma que é incontestável que a presidente agiu para liberar créditos suplementares sem autorização do Congresso Nacional – ato classificado como crime de responsabilidade -, mas exime a sucessora de Lula de ter “contribuído direta ou indiretamente para que ocorressem os atrasos nos pagamentos” do Plano Safra, a chamada pedalada fiscal.

A denúncia contra Dilma Rousseff por crime de responsabilidade leva em consideração o fato de ela ter maquiado as contas públicas ao assinar decretos de liberação de crédito extraordinário, sem aval do Congresso, para garantir recursos e burlar a real situação de penúria dos cofres do governo. Ela também é acusada de ter atrasado deliberadamente repasses para o Banco do Brasil, enquanto a instituição financeira era obrigada a pagar incentivos agrícolas do Plano Safra 2015.

Neste último caso, o governo postergou o repasse de 3,5 bilhões de reais ao Banco do Brasil para pagamento de subsídios aos agricultores, forçando a instituição a utilizar recursos próprios para depois ser ressarcida pelo Tesouro. Essa operação de crédito, já que o governo acabou por tomar um empréstimo de um banco estatal, como o BB, é proibida pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

No caso dos decretos, o ex-advogado-geral da União José Eduardo Cardozo, que atua na defesa de Dilma, afirma que, embora tenham sido liberados créditos de 95,9 bilhões de reais, a maior parte (93,4 bilhões de reais) seria apenas remanejamento de recursos, e não criação de novas despesas.

A perícia, porém, concluiu que os decretos para liberar recursos não seguiram o que determina a lei porque o tema não foi previamente debatido e votado pelo Congresso Nacional, conforme exige a legislação. “Dos quatro decretos não numerados ora em análise, que abriram crédito suplementar, três deles promoveram alterações na programação orçamentária incompatíveis com a obtenção da meta de resultado primário vigente à época da edição dos decretos. Como esses decretos não se submetem às condicionantes expressas no caput do artigo 4 da LOA/2015 [Lei Orçamentária Anual], sua abertura demandaria autorização prévia”, diz o documento enviado à comissão processante.

“Essa junta identificou que pelo menos uma programação de cada decreto foi executada orçamentária e financeiramente no exercício financeiro de 2015 com consequências fiscais negativas sobre o resultado primário apurado. Há ato comissivo de exma. Sra. Presidente da República na edição dos decretos, sem controvérsia sobre sua autoria”, acrescenta o texto.

No processo de impeachment, estão sendo julgados quatro decretos dos seis assinados no ano passado pela presidente afastada: os que liberaram recursos para Educação, Previdência, Trabalho e Cultura, diversos órgãos do Executivo, ministérios da Agricultura, Fazenda, Cidades e encargos financeiro da União e Judiciário.

No caso das pedaladas fiscais no Plano Safra de 2015, ao analisar os sucessivos atrasos nos pagamentos ao Banco do Brasil durante o programa de subsídio a agricultores, a perícia desconstruiu a argumentação da defesa de Dilma, que afirmava que o episódio não seria uma operação de crédito – ponto proibido pela Lei de Responsabilidade Fiscal -, mas afirmou que não houve atuação deliberada ou indireta da presidente afastada para que os atrasos ocorressem e persistissem.

“Houve operações de crédito do Tesouro Nacional junto ao Banco do Brasil, conforme as normas contábeis vigentes, em decorrência dos atrasos de pagamento das subvenções concedidas no âmbito do Plano Safra. Em 31 de dezembro de 2014, o valor devido pelo Tesouro ao Banco do Brasil era de 9,51 bilhões de reais e em 15 de dezembro de 2015, de 10,65 bilhões de reais”, diz a perícia para, na sequência, concluir: “Pela análise dos dados, dos documentos e das informações relativos ao Plano Safra, não foi identificado ato comissivo da exma. Sra. Presidente da República que tenha contribuído direta ou indiretamente para que ocorressem os atrasos nos pagamentos”.

Permanece o mistério da possível união entre Socorro e Alexandre

Esta é para os curiosos da oposição e situação que não param de perguntar se vai haver ou não a união de Socorro Waquim com o deputado estadual Alexandre Almeida nas eleições de Timon deste ano. Neste domingo (26) os dois se encontraram na inauguração da sede do Sindicato dos Funcionários Públicos do Município de Timon.

Para o prefeito Luciano Leitoa e seus mais próximos aliados, a união deve acontecer e a propagação de informações contrárias a esta ideia tem o objetivo de confundir e criar um fato importante na reta final das convenções com a revelação da união. Pode até ser que o prefeito e seus aliados tenham razão, mas verdadeiramente até onde o eliaslacerda.com tem investigado, Alexandre e Socorro Waquim ainda se mantém cada um no seu projeto próprio de candidatura.

O encontro entre os dois na manhã deste domingo aponta para a nossa opinião. Socorro Waquim e Alexandre Almeida no rápido encontro que tiveram predominou apenas a cortesia e educação. Os dois se cumprimentaram rapidamente e não mais que isso.

Resumindo: o mistério continua… (Do blog do Elias Lacerda)

Edinho Lobão diz que Fábio Câmara não tem a menor condição eleitoral

As principais lideranças peemedebistas já notaram o fracasso que é a candidatura do vereador Fábio Câmara a prefeito de São Luís.

Ontem, mais uma vez o resultado de Câmara nas pesquisas (2%) foi alvo de deboche.

O suplente de Senador, Lobão Filho, afirmou ao blog do Marco D’Eça que Fábio Câmara “não tem a menor condição eleitoral. E as pesquisas deixam claro isso”.

Além de Edinho, quem também vislumbra o vexame de Fábio e do PMDB em São Luís é o ex-deputado Ricardo Murad, os deputados Hildo Rocha e Roberto Costa e o ex-senador José Sarney (este tem preferência pelo nome da deputada Andrea Murad).

O PMDB descartou somente a possibilidade de coligação com o prefeito Edivaldo, podendo apoiar qualquer outro candidato, inclusive o médico e professor Bentivi.

Waldir muda de novo, marca sessões, mas isenta de desconto quem faltar

O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA)

ERICH DECAT – O ESTADO DE S.PAULO – Após idas e vindas na definição da agenda da próxima semana na Câmara, o presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), disparou um comunicado neste domingo, 26, marcando sessões ordinárias para as próximas terça-feira, 28, e quarta-feira, 29. No aviso, encaminhado às lideranças partidárias e a integrantes da Mesa Diretora, Maranhão faz a ressalva de que os deputados que faltarem não terão os dias descontados do salário no final do mês.

“Senhor (a) Deputado (a), comunico a Vossa Excelência que haverá sessões deliberativas ordinárias, sem efeito administrativo, nos dias 28 (terça-feira) e 29 (quarta-feira) de junho, às 14h. Ficam cancelados os comunicados anteriores referentes ao cronograma de sessões na semana compreendida entre os dias 27 de junho a 1º de julho”, diz trecho do documento assinado por Maranhão.

Na véspera de disparar o comunicado, o presidente interino da Casa havia comunicado integrantes da Mesa Diretora de que iria recuar da decisão inicial de cancelar todas as sessões da próxima semana por causa dos festejos juninos. Por determinação prévia do presidente interino, a próxima semana teria apenas sessões solenes, de debates e audiências públicas. Informalmente, o motivo do cancelamento das sessões se deve ao Dia de São Pedro (29).

O recuo foi comemorado por parte da cúpula da Câmara e por auxiliares do presidente em exercício, Michel Temer. “Fomos informados pela Secretaria-geral da Mesa. Maranhão recuou. Era um desgaste muito grande. Se a Casa parar para homenagear cada um dos Santos que existem, ela não terá mais nenhuma sessão de votação”, considerou ao Estado o primeiro secretário, Beto Mansur (PRB-SP).

A decisão de Maranhão também foi comemorada pelo ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, responsável pela articulação do governo com o Congresso. “Prevalece o bom senso, e a decisão de a Câmara não trabalhar próxima semana é revista. Vamos votar o que interessa ao País. O Brasil agradece”, postou ministro em seu perfil no Twitter.

Edivaldo e governo entregam etapa do “Mais Asfalto” na Cidade Operária

Trinta anos após ser inaugurado, o bairro da Cidade Operária recebeu a requalificação asfáltica de mais de 60 quilômetros de vias e ciclovias. O prefeito Edivaldo entregou na manhã deste domigno (26) a primeira etapa do programa Mais Asfalto no bairro, com a finalização do serviços de requalificação asfáltica de ruas, avenidas e passarelas das unidades 103, 105, 201 e 203 (lado par) da Cidade Operária e da Vila do Gordo. O programa é executado por meio de parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís e prevê a requalificação de aproximadamente 120 km de vias urbanas na capital, abrangendo 17 bairros e mais de 300 vias urbanas.

Na entrega da obra, o prefeito Edivaldo esteve acompanhado do secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto, do secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, e do deputado federal Weverton Rocha (PDT). Na ocasião, o prefeito Edivaldo destacou os serviços realizados pela Prefeitura de São Luís na área da Cidade Operária.

“A Cidade Operária recebeu a maior extensão de requalificação asfáltica de toda a cidade. A requalificação das ruas do bairro é mais um trabalho conjunto entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado para dar mais qualidade de vida para a população. Temos realizado também muitos trabalhos nesta área. A prefeitura tem realizado muitos trabalhos nesta região. Devolvemos ao bairro o Circo Escola e requalificamos a praça que recebe o projeto. Também estamos cuidando da infraestrutura do bairro, para proporcionar qualidade de vida aos moradores. “, citou o prefeito Edivaldo.

OBRAS

Na Cidade Operária, mais de cem ruas e avenidas do bairro estão recebendo os serviços. Além das unidades 103, 201 e 203 e 105 (lado par), com serviços já finalizados, as obras do Mais Asfalto na Cidade Operária vão alcançar ainda as vias situadas no lado impar da unidade 105 e as unidades 101 e 205. Anjo da Guarda, Vila Bacanga, Vila Isabel, Vila Ariri, Vila São Luís, Vila Mauro Fecury I e II, Alto da Esperança, Vila Embratel e Sá Viana, na região Itaqui-Bacanga; e mais a Vila Luizão, João de Deus, Cohab/Anil, São Bernardo, Coroadinho, Vila Nova República e São Raimundo são outros bairros beneficiados pelo Mais Asfalto em São Luís.

O deputado Weverton Rocha, líder do seu partido na Câmara Federal, destacou o trabalho que o prefeito vem realizando em diversas comunidades de São Luís. “Este trabalho demonstra que o governador Flávio Dino e o prefeito Edivaldo estão comprometidos com os que mais precisam. Ambos têm dedicado à população a atenção que merecem e têm realizado a entrega de importantes obras em diversos bairros de São Luís”, disse o deputado.

Os vereadores Osmar Filho, líder do governo na Câmara Municipal, e Ricardo Diniz, também prestigiaram o prefeito na caminhada pelas três unidades da Cidade Operária onde os serviços foram concluídos. Os secretários Hélio Soares (Articulação Política) e Conceição Castro (Comunicação) também acompanharam o prefeito na agenda deste domingo.

ITINERÁRIO

Edivaldo vistoriou os serviços entregues à população percorrendo mais de 30 ruas do bairro acompanhado por moradores, líderes comunitários e pela banda Farol da Banda Percussion, formada por crianças e adolescentes da área.

O secretário estadual de infraestrutura, Clayton Noleto, enalteceu a parceria com a prefeitura de São Luís na transformação do bairro. “Alcançaremos a marca de 60 quilômetros de requalificação asfática na Cidade Operária com o Mais Asfalto. Numa segunda etapa do programa vamos melhorar os principais corredores de trânsito da cidade, como a avenida Jerônimo de Albuquerque”, anunciou o secretário.

Com mais de 270 mil habitantes, a Cidade Operária se constitui em um dos maiores aglomerados populacionais de São Luís. No entorno da região orbitam mais de 46 bairros e comunidades.

Lideranças comunitárias como Pedro Câmara, militante desde a fundação do bairro, Benerval Trindade e José Guimarães dos Santos, também atuantes na Cidade Operária, prestigiaram o prefeito e assinalaram a importância das obras para a economia e bem-estar da população. “Este é um trabalho que distingue Edivaldo dos outros prefeitos que passaram pelo Palácio La Ravardière. Pela primeira vez temos um prefeito que tem dado atenção a esta comunidade”, disse Câmara.

Colunaço do Pêta

“Ninguém que se engane: esse Edivaldo Holanda Júnior é bom de voto”!!! A observação foi feita, essa semana, por um político neutro e de razoável experiência, numa ‘roda’ com a presença de dois parlamentares, um executivo e meu chefe!!! A observação, logicamente, é baseada no que Edivaldo já ‘produziu’ nas eleições que participou, de vereador a deputado federal!!! A situação agora é diferente, porque ele foi testado como executivo, sentado na cadeira de prefeito de São Luís!!! E é justamente aí que mora o perigo!!! Avalizado por Flávio Dino e com um discurso de mudança, Edivaldo Holanda Júnior se elegeu prefeito de São Luís em 2012, passando a enfrentar problemas de toda ordem e uma campanha brutal de tentativa de desconstituição de imagem por parte dos meios de comunicação da família Sarney e de veículos a eles ‘agregados’!!! Como conseqüência, amargou índices altíssimos de rejeição, a ponto de despertar uma quase unânime opinião de que não se reelegeria!!! No entanto, com um dedicado trabalho, despertado após a consolidação da parceria com o Governo do Estado, e decidido a ir para as ruas, de porta em porta, olhando nos olhos da população, como realmente está fazendo, Edivaldo, pouco a pouco, foi encolhendo essa rejeição e diminuindo consideravelmente a “opinião quase geral” de que não emplacaria um segundo mandato!!! Ao mesmo tempo em que melhorou administrativamente o seu governo, no ‘time’ correto ajustou o seu lado político, que, também, deixava muito a desejar!!! E aí mostrou capacidade de aliar-se a um jovem político de futuro promissor: o deputado federal Weverton Rocha!!! Seguindo os passos determinados por Deus, como costuma dizer, aliou-se ao PDT e, de lá para cá, só cresceu politicamente, estando, hoje, com o apoio de 14 partidos para dar largada na sua campanha à reeleição!!! O caminho será difícil, pois terá pela frente uma adversária determinada, de garra, de muita densidade eleitoral…, e principalmente, tal qual Edivaldo em 2012, sem ter sido ainda testada num cargo executivo!!!

A deputada federal Eliziane Gama, mesmo com todos os problemas que criou para si mesma, com sua ‘extrema capacidade’ de despertar desconfianças no meio político, não será uma adversária fácil de ser ‘batida’!!! Vai dar trabalho!!! Vamos ter um grande embate em outubro…, e, graças a Deus, um embate “entre amigos”, de ‘fogos acesos”, mas do mesmo grupo político, o que consolida, de uma vez por todas, o fim de uma era, o fim de um grupo político que durante 50 anos relegou o Maranhão a segundo plano, priorizando apenas os seus interesses e os interesses do ‘Esquema Sarney’!!! Que Flávio Dino e Edivaldo Holanda Júnior (ou Eliziane, caso vença) continuem marchando nessa direção, porque é ela, e somente ela, com a mudança de muitas práticas nocivas, hoje ainda incompreendidas, é que vão reconstruir o Maranhão!!!

Vigilante, como sempre foi ao longo dos seus 65 anos, o Jornal Pequeno – fui autorizado por meu chefe a dar esse desfecho – está dentro dessa missão, com Flávio Dino e com quem vier a ser o prefeito de São Luís a partir de 2017!!!

Falar em Edivaldo, está em andamento, na terraplanagem, uma obra, com ponte e acessos, que vai dar uma boa ‘desafogada’ no trânsito das Avenidas Guajajaras e Jerônimo de Albuquerque!!! A via começa na Avenida Guajajaras, seguindo pela Rua São Bernardo, logo depois da subestação da Cemar, lado esquerdo, sentido aeroporto, cruzando as ruas do São Bernardo, Eliezer Silva, Avenida Lourenço Vieira da Silva, Santa Rosa com Rua 10, no Parque Sabiá, saindo na Forquilha e seguido pelas ruas 41 no Cohatrac, Avenida 01 no Itapiracó, ruas General Arthur Carvalho, Eurípedes Bezerra e deputado Luiz Rocha, na Cohama!!! Pense numa obra importante para São Luís!!! E agora, com o ‘sumiço’ das chuvas, dá pra andar bem!!!

Bom, mas pra ‘tirar o dez’, Edivaldo tem que dar uma boa atenção para os hospitais de urgência de São Luís!!! O negócio tá ‘feio’nos Socorrões I, II e Hospital da Criança!!! No HC, por exemplo, tá faltando luva, medicamento, álcool, compressa de gaze…!!! Não basta ter tirado os pacientes dos corredores; é preciso dar condições de trabalho a médicos, enfermeiros e ao administrativo dessas casas de saúde!!! A situação de caos é nacional, é; mas o eleitor não quer saber disso…, quer é solução doméstica!!! Portanto, ‘olho aberto’ para os hospitais de urgência da capital, prefeito!!!

A propósito, um Pêtanauta encaminhou e-mail ao Colunaço questionando a liminar da Justiça, em favor do município de São Luís, que suspendeu a greve dos funcionários municipais, sob pena do pagamento de multa diária, no valor de 10 mil reais!!! Ele quer saber por que, nessa decisão, não foi levada em conta a situação dos hospitais de urgência de São Luís que estão sem medicamentos e insumos hospitalares, e que, segundo ele, provocaram, dias atrás, a paralisação de cirurgias em duas dessas unidades de saúde!!! Como se pode ver, o prefeito precisa, urgentemente, atentar para esses problemas!!! Helena ‘neles’!!!

E a crise no PSB, gente!!! Pois é…, parece não ter fim!!! E essa semana o ‘caldo engrossou’ mais ainda com as  ‘notícias’ de que o senador Roberto Rocha havia prometido apoio do partido ao pré-candidato a prefeito Wellington do Curso, desde que o presidente do partido de Wellington, Fufuca, saísse de licença para o suplente Ildon Marques, apoiado por Roberto em Imperatriz!!! Disposto a comentar o assunto no JP, meu chefe dispara o celular para o senador, que estava em Brasília!!! – Roberto, tá um ‘zumzumzum’ grande aqui, em São Luís, de que o PSB vai apoiar Wellington do Curso e que esse apoio estaria condicionado a uma licença de Fufuca para o Ildon Marques assumir na Câmara dos Deputados por quatro meses!!! – Isso é fofoca, meu amigo!!!E meu chefe, que “perde o amigo, mas não perde a piada”!!! – Fofoca ou fufuca, senador???!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

O clima esquentou na Associação dos Servidores do ‘Poder Rangedor’, o relacionamento com a direção ‘azedou’ e muitos já temem pelo futuro da entidade!!! O presidente havia garantido alguns benefícios aos colegas, mas acabou não podendo cumprir a palavra, principalmente depois de, no ‘calor das emoções’, fazer críticas ao chefe maior da ‘casa’, que, seguindo um entendimento de contenção de gastos que vem desde o Palácio do Planalto, passando pelo ‘Leões’, cancelou tanto um reajuste pleiteado de 5% quanto o aumento do tíquete alimentação!!! O ‘bloqueio’ aos pleitos da entidade deixou a maioria dos associados insatisfeita com a posição do presidente!!! Para aumentar o clima tenso, a associação ainda está ameaçada de ser ‘despejada’ de sua ‘casa’!!! Resultado: tudo isso somado causou a desfiliação de quase 20% dos contribuintes, e outros descontentes com o presidente estão solicitando ao RH da Casa a desvinculação da entidade!!! Meu amigo, a continuar nesse ritmo, com receita baixa e tendo agora de arcar com despesas de aluguel da nova sede, água, luz, telefone, onde será que vai parar essa associação???!!!

Lembram aquela ‘causídica’ que andou aplicando vários golpes no empresariado da ‘Grande Ilha’ e que só não foi “recolhida aos costumes” devido a um habeas corpus preventivo que conseguiu???!!! Pois é…, a ‘dita-cuja’ voltou a ‘atacar’, e agora como corretora de imóveis!!! Recentemente, usando assinaturas e documentos falsos, ‘se passou’ por dona de dois prédios que sediam agências do Banco do Brasil e os vendeu para empresários da cidade, faturando a bagatela de dois milhões de reais!!! É, meu amigo, e pelo ‘andar da carruagem’, o ‘pau’ vai cantar…, e depois nem ‘buáááááá’ vai adiantar!!!

E finalmente foi inaugurado e liberado para a população o parquinho da Lagoa da Jansen!!! Mas uma dúvida ‘corrói’ a cuca dos moradores da área!!! Cadê o enorme barco (playground) que constava no projeto, inclusive estampado nos tapumes de proteção da obra???!!! É…, parece que a crise ‘naufragou’ a ‘embarcação’!!!

Rapaz, parece que vai dar mesmo é Rosângela Curado nas eleições de Imperatriz!!! Meu amigo, depois daquele ‘poderoso’ ato político de quinta-feira, à noite, com o ‘Santa Fé Eventos’ ‘entupido’ de gente e com a presença do governador Flávio Dino, com o PCdoB de vice, quem é que ainda duvida que vai dar a ‘muié’ nas ‘imperosas’???!!! O pré-lançamento oficial da campanha de Rosângela, segundo fez questão de ressaltar o presidente do PDT-MA, Weverton Rocha, foi “a maior festa política de todos os tempos na cidade de Imperatriz”!!!

Ainda sobre Imperatriz, olha que essa ‘costura’ foi muito bem trabalhada junto ao PCdoB…, e aí todos os méritos vão para o deputado Weverton Rocha!!! Depois da conturbada e polêmica saída de Rosângela da Secretaria de Saúde, quem haveria de imaginar um desfecho desses???!!! Dr. Pêta lembra que na época, quando ‘tomou as dores’ de Rosângela, posicionando-se contra a decisão do governador Flávio Dino, classificando-a de injusta, um secretário muito próximo dele alertou: “estamos fazendo isso justamente para proteger a Rosângela”!!! Bom, pode até ter sido…, mas, como muitas águas rolam por debaixo das ‘pontes políticas’, e é muito difícil saber que ‘águas’ e ‘pontes’ são essas, Dr. Pêta prefere ficar com sua ‘tese’, das conveniências e ‘constatações eleitorais’!!! Como ilustração, vale uma historinha de um astuto obstetra que jamais errava na previsão do sexo do bebê!!! Durante a entrevista com a parturiente, num simples olhar para a barriga, antes de qualquer ultra-som, ele falava para a mãe: “seu filho vai ser mulher”!!! E escrevia o contrário (homem), num grande caderno anotações que possuía em seu consultório!!! Quando a criança nascia, se fosse mulher, a mãe falava: “doutor, o senhor é danado mesmo: nasceu mulher”!!! Se fosse homem, ela dizia: “Doutor, o senhor errou: nasceu homem”!!! E o esperto médico: “Peraí, vamos consultar minha pasta”!!! E levava a mãe para ver: “Olha aqui, anotei: homem”!!!

Bom, se o Flávio Dino estava ou não protegendo Rosângela ao tirá-la da SES; se as “águas que correram por debaixo da ponte” o levaram a isso, agora não vem ao caso!!! O importante, nesse momento, é que o governador tomou a posição correta, de apoiar uma candidata com densidade eleitoral forte, preparada…, e de confiança, o que é fundamental para os seus passos futuros!!!

Vixi, Maria!!! Informação de um Pêtanauta com muito trânsito nos ‘corredores judiciários’ dá conta de que o Conselho Nacional de Justiça, o famoso ‘Conselhão’, estaria para escancarar um escândalo milionário aqui na ‘terrinha’!!! Será???!!!

Falar em escândalo, tem ‘nego’ de olho aí em instituição de crédito que anda atuando, com escritório na ‘Grande Ilha’, para saquear empréstimos consignados com desconto em folha para mais de 56 mil funcionários públicos ativos e inativos com juros acima do mercado!!! Pior é que ainda conta com apoio e estrutura de causídicos com OAB cassadas. O custo da instituição de crédito é mínimo…, não chega a ter três funcionários!!!

Rapaz, a nossa Corregedoria de Justiça tem um enorme ‘abacaxi’ para resolver!!! A ‘bagaceira’ envolve cartórios e ‘grupos’ de causídicos e causídicas, que, além de ficha suja, estão com a OAB cassada!!! E todos conhecidos e reconhecidos nas ‘rodas’ e ambientes da nossa ‘pacata city’!!!

E a Semed, gente!!! Meu amigo, ali agora é uma invasão de  professor não querendo mais ir para a sala de aula, que vou te contar!!! Era só que faltava!!! Ordem no coreto, gente!!!

Rapaz, viram a sugestão de ‘Duas Letras’ aos leitores da sua coluna, essa semana???!!! Um cruzeiro de nudismo, só para casais, nos Estados Unidos!!! Agora, imagina a cena… ‘Duas Letras’ ‘pelado’ nesse cruzeiro!!!

Viram o Edinho no horário político do PMDB???!!! Meu amigo, enquanto ele falava, aparecia um retrato da Dona Nice à direita, um da Paulinha à esquerda, e no meio, onde estava a foto do Lobão, a cabeça do filho ‘cobria’!!! Será que o ‘sumiço’ da imagem do senador foi proposital???!!! Com esse noticiário negativo todo da Lava Jato, é bem provável!!!

Rapaz, esse ‘Macaco Simão’ não tem ‘parelha’ não!!! Na coluna de quinta-feira, 23, anunciou: “Hoje (24) é São João! Dia de ralar o bucho até arriar a fivela! Look de arraiá: camisa xadrez de sanfoneiro de puteiro”! Falou que a “Polícia Federal prendeu tanta quadrilha que só falta a pinga, o pinhão e a paçoca. Aliás, se depender de quadrilha, é festa junina o ano inteiro”! Disse que “até o ano passado, a Dilma proibiu o forró pé de serra. Só podia forro pé de Dilma”! E, por fim, que “em Viana, no Maranhão, o famoso forró de fim de noite: ‘Chegando e derrubando logo’”. Deve ser do Sarney”! Hahahahahahahahahaha!!!

Ouviram a entrevista do secretário Jefferson Portela, sábado retrasado, no programa de ‘Don Carecon’ (Mirante AM) sobre a greve da Polícia???!!! Pergunta vai, pergunta vem, ‘Don Portelon’ ‘manda bala’: “É, Roberto, você como bacharel em Direito, sabe que tudo tem uma jurisprudência..”!!! Vixi, e ‘Carecon’ não tem OAB???!!!

Estupidamente real!!! Em um conjunto contributivo em que 54% não pagam aquilo que é dever de todos, para a realização do bem comum, não há melhor designação do que a de parasitismo social!!! Mas, quando o ente credor é o Estado, o que se pode concluir???!!! É apenas omissão, desorganização, conivência, impotência…???!!! Ideia de justiça não cabe, inadequado admitir!!! O que pensa o cidadão, adimplente com o IPVA, ao tomar conhecimento de que 54% dos proprietários de veículos não pagaram este imposto???!!! O que pensa ao transitar nas ruas ou rodovias, enfrentando condições adversas, lentidão, engarrafamentos, imprudências, abusos, e observar que, à sua frente ou na retaguarda, alguém se utiliza dessas vias públicas sem cumprir o que é dever de todos???!!! O Maranhão está muito atrás!!! O desabafo é de um Pêtanauta indignado!!!

Mistérios

Por onde anda o ex-presidente José Sarney, que nunca mais deu uma palavra para se defender das graves acusações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado???!!!

Quem foi o conselheiro que usou um blogueiro para denunciar um empresário do setor hoteleiro, e, sem contar com a astúcia ‘chapoliniana’ e a ‘rebordosa’ do proprietário de hotel, acabou denunciado no ‘Fantástico’???!!! ‘É demais’ esse empresário!!!

Quem foi o blogueiro que, depois de ser cortado da folha de uma fundação, com a descoberta de sua condição de ‘fantasma’, passou a atacar e agredir a dirigente e a instituição de ensino que, antes, vivia elogiando???!!!

Por que será que Eduardo Cunha quer que o STF quebre os sigilos do ex-ministro Edison Lobão???!!! Tcham, tcham, tcham, tcham…!!!

Quem foi o construtor que ‘passou da hora’ amando e perdeu o vôo da Azul para Teresina, na madrugada da última quinta-feira???!!!

Quem é o vendedor de livros que não sai da Semed para apressar seus processos e ‘encher o paletó’???!!! ‘Se colar’ com a pensão que é bom, ‘necas’!!!

Por que será que inúmeras prefeituras aqui da ‘terrinha’ não pagam a sua conta de energia???!!! Marrapá!!!

Quem foi o empresário, dono de imobiliária, que, na noite de quinta-feira, ‘tocou fogo’ no Campeonato Brasileiro de Sinuca, que está sendo realizado em Niterói, no Rio de Janeiro???!!! E olha que não foi com suas ‘famosas’ e ‘exterminadoras’ ‘bombas aromatizadas’!!! Bastou uma ‘penteada’ supostamente irregular numa bola, para o  ‘cabra’ ‘incendiar’o salão!!!

Quem é a ninfeta que está ‘balançando’ as ‘estruturas’ de um empresário da ‘Grande Ilha’???!!! Pior é que o ‘cabra’ é ‘aliançado’!!! Pense numa preocupação!!!

Qual é a ex-deputada que está seriamente pensando nas eleições majoritárias de 2018, e, para isso, anda percorrendo o Maranhão em apoio a candidatos a prefeito do partido???!!! A mulher é forte!!!

Nova pesquisa Escutec: Leo Coutinho abre vantagem em Caxias

LeoCoutinho

Informe Publicitário –De acordo com o Instituto Escutec, que realizou pesquisa entre os dias 10 e 16 de junho de 2016 em Caxias, o atual prefeito Léo Coutinho (PSB) abre 7,5% sobre o principal concorrente, Fábio Gentil (16,5%) e sobre Paulo Marinho Jr, candidato do PMDB.

A pesquisa ouviu 1500 eleitores e foi registrada no Sistema Pesqele do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número MA-09062/2016, com autorização para ser publicada a partir do dia 26/06/2016. A margem de erro da pesquisa é de 2,0% para mais ou para menos. E o intervalo de confiança é de 95%.

No mais provável cenário eleitoral que se verifica hoje em Caxias, o Instituto Escutec perguntou aos eleitores: Se as eleições fossem hoje, e sendo estes os candidatos, em quem o(a) Sr.(a) votaria para prefeito. Veja as respostas:

Léo Coutinho: 32,3%, Fábio Gentil: 24,8%, Paulo Marinho: 15,8%, Nenhum deles: 11,3% e NS/NR: 15,8%.

O Escutec também simulou cenários com apenas duas candidaturas, e o resultado tendo Léo Coutinho x Paulo Marinho Jr foi o seguinte:

Léo Coutinho: 36,5% X Paulo Marinho: 23,4%. Nenhum deles: 22,7% e NS/NR: 17,5%.

Noutro cenário também com apenas duas candidaturas, desta vez com Léo Coutinho x Fábio Gentil, o resultado foi:

Léo Coutinho: 33,9% X Fábio Gentil : 30,7%. Nenhum deles: 18,3% e NS/NR: 17,1%. (JP)

Gráfico da pesquisa

Caxias

Em artigo, Flávio Dino defende menos juros e mais empregos

Flavio-Dino

O Brasil e o mundo vivem uma grave e múltipla crise: política, econômica e também de valores morais. Temos de enfrentá-la com soluções pactuadas, que resgatem o princípio de solidariedade e gerem empregos para melhorar a vida de todos. No caso do Brasil, isso passa essencialmente pela redução de juros – e não pelo corte de serviços públicos.

O rombo fiscal que se anuncia para o ano – de R$ 170 bilhões – não pode ser combatido apenas com o sacrifício dos mais pobres. É o que pretende, por exemplo, a proposta de acabar com os reajustes do salário mínimo e aposentadoria. Há uma imensa parte invisível nessa conta do déficit, que come 50% do orçamento da União: o pagamento de juros da dívida. Um ajuste fiscal que faça jus ao nome deve enfrentar esse, que é o maior dos gastos públicos. Metade dos recursos colhidos de toda a sociedade, por meio de tributos, alimentam uma pequena elite do mercado financeiro, que são os donos dos títulos da dívida pública.

Somente em 2015, foram R$ 367 bilhões em dinheiro público pagos em juros da dívida. Ou seja, só em um ano de juros que o Governo pagou aos bancos e grandes rentistas, os recursos pagariam todo o programa Bolsa Família por 15 anos somados. Não há ajuste fiscal que se realize com juros altos. É injusto socialmente limitar gastos de serviços públicos e manter ganhos estratosféricos de bancos e rentistas. Manter não, melhor dizendo, aumentá-los. Pois com a inflação declinante, em face do brutal e errôneo choque recessivo do ano passado, temos um aumento da taxa de juros em termos reais. Mesmo que o Banco Central não eleve as taxas, elas já estão subindo em termos reais pois está havendo queda da inflação.

Menos juros significaria menos peso também para empresas e famílias, gerando espaço para investimentos e para mais dinamismo no setor de comércio e serviços. Reduzir os juros abriria oportunidades para um novo ciclo de crédito, o que é essencial para o país sair da crise.

É importante sempre destacar que a atual crise econômica é um fenômeno também mundial. Em alguns países gerando efeitos inimagináveis, como a taxa de 50% de desemprego entre jovens na Espanha. Soluções tristemente restritivas já vêm sendo levantadas em todo o mundo. Da expulsão de imigrantes na Europa à proposta de um candidato nos Estados Unidos de aumentar o muro com o México. Essas soluções que não se baseiam no princípio da solidariedade, essencial para vivermos em sociedade, não nos levam a bom termo. A restrição de serviços públicos – portanto, do tecido de solidariedade social – parte também do mesmo princípio individualista de que todos viveríamos melhor no espírito do “cada um por si”. Experiências históricas de quando essas ideias foram levadas ao extremo nos mostram que não é uma boa saída.

No caso brasileiro, nosso maior desafio nesse campo é enfrentar o principal gasto público, que cria desequilíbrio fiscal e trava crescimento. E passar a cobrar tributos de quem realmente pode pagá-los, com a tributação sobre grandes fortunas e sobre bancos. Eles, que lucraram todos esses anos com os períodos de crescimento econômico, é que têm de contribuir mais nesse período de recessão e crise.

Os juros altos, associados à paralisação de obras federais e arrecadação em queda, formam uma realidade de sofrimento hoje no país. Reduzir os juros é o primeiro passo para fazer o melhor e mais justo ajuste fiscal.

O cerco ao covil

BUSCAS - A Polícia Federal cercou a sede do PT em São Paulo: nos cofres, os agentes só encontraram papéis

A cena acima resume a realidade de um partido político que surgiu como esperança de renovação, apresentou-se como baluarte da ética e terminou como uma organização criminosa, cercado pela polícia. Ainda estava escuro na quinta-­feira passada quando homens do Grupo de Pronta Intervenção, a Swat da Polícia Federal, isolaram a rua onde funciona o Diretório Nacional do PT, no centro de São Paulo. Os agentes estavam cumprindo um mandado judicial, em busca de provas contra uma quadrilha que, durante cinco anos, embolsou 100 milhões de reais em mais um esquema de corrupção. Nada a ver com os intrincados desfalques contra a Petrobras, a Eletrobras, os Correios, a Infraero, os fundos de pensão das estatais e sabe-se lá o que mais. Dessa vez foi, pode-se dizer, um assalto direto: o Partido dos Trabalhadores tomou o dinheiro de milhares de servidores públicos ativos e inativos – e, luxo de sadismo, justamente os mais endividados.

A presença de policiais armados de fuzil e metralhadora vigiando a entrada da sede do PT pareceu exagerada, mas era apenas precaução considerada necessária pelo serviço de inteligência da PF. Era ali, na sede nacional, que despachava o notório Delúbio Soares, o tesoureiro do mensalão. Dali, mais tarde, saíram as primeiras ordens do igualmente notório João Vaccari Neto, preso e condenado por gerenciar o caixa do dinheiro arrecadado das empreiteiras em troca de contratos na Petrobras. Na sede do PT, como demonstram as investigações até aqui, política e corrupção conviveram em simbiose.

Ao ingressarem no prédio, os agentes estavam orientados a buscar cofres ou compartimentos secretos que pudessem ser usados para esconder documentos e guardar dinheiro. Explica-se o procedimento: em depoimento à Justiça, um dos empreiteiros confessou ter entregado pessoalmente no diretório várias malas com dinheiro – sugerindo que poderia haver cofres ocultos no prédio. Para garantirem o sigilo e evitarem surpresas, corruptos e corruptores usavam senhas e contrassenhas. Há relatos também de entregas de dinheiro em envelopes, mochilas e carros blindados. Um lobista contou ter levado à sede do PT 500.000 reais no porta-malas do carro em 2012. Na busca da semana passada, os cofres do partido estavam abarrotados apenas de papel e nenhum compartimento secreto foi achado.

Na operação, batizada de Custo Brasil, a Polícia Federal, o Ministério Público e a Receita Federal se debruçaram sobre um esquema de corrupção montado no interior do Ministério do Planejamento. O alvo da rapina eram funcionários públicos, pensionistas e aposentados endividados que recorriam a empréstimos consignados, cujas prestações são descontadas automaticamente em folha de pagamento. A cada parcela paga, os funcionários desembolsavam em torno de 1 real a título de taxa de administração da operadora, uma empresa chamada Consist, cuja sede fica em São Paulo. Como o custo da taxa de administração não passava de 30 centavos, segundo esti­mativa dos investigadores, os 70 centavos de superfaturamento irrigaram os cofres do PT.

O esquema começou em 2010 e durou até 2015, quando a polícia prendeu os primeiros envolvidos. Nesse tempo, de 70 em 70 centavos, o PT afanou cerca de 100 milhões de reais pagos pelos funcionários públicos. Uma parcela do dinheiro era destinada diretamente ao caixa dois do partido, gerido por João Vaccari. A outra era dividida entre os petistas que executaram a tramoia.

O personagem mais ilustre da operação foi o ex-­ministro Paulo Bernardo, preso em Brasília no apartamento funcional em que mora com a mulher, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-­PR). Petista histórico, Bernardo chefiou o Ministério do Planejamento no governo Lula. No governo Dilma, foi o titular do Ministério das Comunicações. Tinha uma participação expressiva no rateio da propina. Segundo os investigadores, dos 100 milhões arrecadados pelo esquema, ele recebeu pelo menos 7 milhões. A lista de beneficiários inclui mais figurões. Carlos Gabas, ex-ministro da Previdência de Dilma, é outro envolvido. Paulo Ferreira, ex-tesoureiro nacional do PT, também recebia uma parte dos dividendos. Ele é o terceiro tesoureiro petista que cai na malha da polícia.

A propina, resultante dos 70 centavos de cada funcionário, era distribuída por meio de contratos fictícios com empresas de consultoria e escritórios de advocacia. Os investigadores suspeitam que o mesmo esquema, de subtrair dinheiro de servidores em empréstimos consignados, exista em outros governos. O caso do PT começou a ser tateado pelos investigadores da Lava-­Jato, mas, como não tinha relação direta com o esquema da Petrobras, o caso foi remetido para a Justiça Federal em São Paulo. Preso, o ex-vereador petista Alexandre Romano, também conhecido por Chambinho, confessou que era o encarregado de gerenciar o golpe e entregou o nome de todos os envolvidos. Uma parte relevante do caso está em Brasília, no Supremo Tribunal Federal, por envolver parlamentares – entre eles a senadora Gleisi Hoffmann e o ex-­líder do PT José Guimarães.

Há documentos comprovando que a senadora, que também foi ministra da Casa Civil de Dilma e está sob investigação da Lava-Jato, aproveitou-se do dinheiro junto com seu marido. Os investigadores descobriram que o dinheiro afanado no esquema servia para pagar o motorista particular da senadora, o aluguel de um loft em Curitiba, além do salário de funcionários e até multas eleitorais. Outro que está encrencado é o deputado Marco Maia (PT-­RS), ex-presidente da Câmara. Como VEJA revelou no ano passado, o parlamentar foi contemplado pela quadrilha com um belo apartamento em Miami. O imóvel, registrado até recentemente em nome de uma offshore aberta por Chambinho, foi revendido no mês passado. O esquema dos empréstimos consignados mostra que a Lava-Jato está criando filhotes pelo país afora, o que certamente assusta os envolvidos em corrupção, mas serve de alento para a população que torce por uma faxina geral. (Veja)

Parabéns ao Jornal Extra e ao grande jornalista Walkir Marinho

thumbnail_IMG-20160625-WA0199

thumbnail_IMG-20160625-WA0200

Cunha pede ao STF quebra de seu próprio sigilo telefônico e o de Lobão

O presidente da Câmara afastado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) a quebra de seu sigilo telefônico e o do senador Edison Lobão, investigado pela Operação Lava Jato.

A petição foi apresentada na sexta-feira (24) pela defesa do parlamentar fluminense no processo em que ele é acusado de pressionar o empresário Julio Camargo para retomar o pagamento de propina a Cunha.

Camargo assinou acordo de delação premiada e afirmou que deputados aliados do peemedebista apresentaram requerimentos em comissões da Câmara pedindo informações a autoridades sobre a empresa Mitsui, prestadora de serviços da Petrobras e com quem Camargo mantinha negócios.

A Folha revelou em abril de 2015 que o nome “dep. Eduardo Cunha” aparece como autor dos arquivos de computador em que eles foram redigidos.

Ouvido pelos investigadores, Camargo contou ainda ter desembolsado US$ 5 milhões em suborno para Cunha, por meio do lobista Fernando Baiano.

Na peça assinada pelos advogados do deputado afastado, Cunha diz que a quebra dos sigilos telefônicos dele próprio e de Lobão poderá comprovar que Julio Camargo mentiu em seus depoimentos.

Camargo relata que, sentindo-se chantageado pelos requerimentos, pediu ajuda a Lobão, à época Ministro das Minas e Energia.

Segundo o delator, num encontro na Base Aérea do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, o então ministro disse que a estratégia de pressão via Câmara estava sendo capitaneada por Cunha e que, em seguida, Lobão ligou para o parlamentar fluminense na frente de Camargo.

“Esse fato é falso. Justamente por isso o Ministério Público Federal não produziu nenhuma prova de que tal ligação tenha ocorrido, tendo-se limitado a pedir a relação de placas que entraram na Base Aérea. A suposta entrada de pessoas em um local não faz prova do que as pessoas fizeram nesse local”, argumenta a defesa.

Os advogados pedem a violação do sigilo referente ao dia em que o empresário e o senador se encontraram no aeroporto do Rio.

Na peça, Cunha contesta a versão de que tenha sido o responsável pelos requerimentos, pede acesso aos depoimentos de todos os delatores que fizeram-lhe acusações e lista uma série de deputados que integravam sua tropa de choque para serem ouvidos como testemunhas no processo.

Castelo anuncia que “vai entrar de cabeça” na campanha de Eliziane

O deputado federal João Castelo (PSDB/MA) declarou apoio total a Eliziane Gama (PPS/MA), na noite desta sexta-feira, 24, no bairro da Cidade Operária. Ele afirmou que “vai entrar de cabeça” na campanha da pré-candidata. A informação é da jornalista Jacieny Dias.

Para quem não lembra, Eliziane foi a principal opositora da gestão do prefeito João Castelo, chegando a ir, diversas vezes, à tribuna da Assembleia com um adesivo com o nome “Caostelo”. Gama fazia críticas duras ao tucano, que para ela, até pouco tempo, era o símbolo máximo do atraso, da corrupção e da incompetência.

Estiveram na Cidade Operária, ao lado de Eliziane Gama e João Castelo, os vereadores José Joaquim, Gutemberg Araújo, ambos do PSDB, o suplente de vereador Carioca (PHS), aliado incondicional da família Sarney, e o apresentador Kym Lopes. De acordo com informações, Castelo pode indicar a filha, Gardeninha Castelo, para ser vice de Eliziane.

elizianecariocacastelo

Sarney está triste

sarney-preso-11

O decadente ex-senador José Sarney anda triste, abatido, em constante estado de tensão e medo decorrente da possibilidade de ter que passar os seus últimos dias com uma tornozeleira eletrônica. Temendo ser hostilizado, Sarney não tem feito aparições públicas.

Como já noticiado pela mídia nacional, em delação premiada, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado disse que José Sarney (PMDB) recebeu propina de contratos da Transpetro durante nove anos, no valor total de R$ 18,5 milhões. Desse montante, R$ 16 milhões foram recebidos em espécie por Sarney. O dinheiro está inserido na propina total repassada pela Transpetro ao PMDB, que somou mais de R$ 100 milhões ao longo dos anos.

Machado e Sarney eram amigos de mais de 20 anos, almoçavam e jantavam juntos periodicamente. O primeiro chamava o segundo de pai e sempre costumava levar chocolate para dona Marly Sarney, mulher do oligarca maranhense.

Além de ter sua suposta falcatrua descoberta, Sarney anda triste porque o seu filho, o ministro de Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), pode ser o próximo a cair no governo Michel Temer (PMDB). Zequinha recebeu R$ 400 mil como “vantagens ilícitas em doações oficiais” no ano de 2010.

Sarney está em desespero e amargurado, também, em razão do seu fiel escudeiro e aliado de muitos anos, o senador Edison Lobão, ser arrolado em maracutaia. O delator Sérgio Machado contou que o ex-ministro Lobão recebeu R$ 24 milhões em propina. Foi Sarney quem indicou Lobão para o cargo nos governos de Lula e Dilma e por conta disso deve ser atingido em cheio com as investigações.

Um dado que praticamente confirma as denúncias contra Sarney é que nas gravações escondidas feitas durante encontros com Sérgio Machado, José Sarney aparentou muita preocupação e quis saber se uma ajuda que ele próprio recebeu de Machado era do conhecimento de mais alguém.

Sarney pergunta: Mas alguém sabe que você me ajudou?

Machado responde: Não, sabe não. Ninguém sabe, presidente.

Agora todo mundo já sabe que ajuda foi essa. Sérgio Machado pagou, segundo ele, cerca de R$ 19 milhões desviados da Transpetro para Sarney.

É por isso que José Sarney , o oligarca, está triste.

Página 1 de 91212345...102030...Última »