São Luís - MA Variação de Nebulosidade 25°C 33°C

Roseana Sarney deve assumir ministério caso Dilma vença eleições

Matéria do portal do Jornal Pequeno

refinaria-premium-3

Em 2010, para ajudar na reeleição da aliada, Dilma e Lula chegaram a anunciar um refinaria bilionária que nunca saiu do papel. Ajuda pode se repetir com indicação para ministério.

Aliada incondicional da presidente Dilma Rousseff (PT), a governadora do Maranhão é cotada para assumir o Ministério de Minas e Energia caso a petista se reeleja.

Roseana Sarney (PMDB) já começa a se movimentar e já avisou que deve deixar o governo antes do fim do seu mandato. A manobra acontecerá apenas caso a presidente se reeleja. Com isso, Roseana pretende ter tempo livre para se articular e garantir vaga no segundo governo de Dilma Rousseff.

reuni

Roseana Sarney mobilizou mais de uma centena de prefeitos para apoiar Dilma. O empenho não foi visto no primeiro turno para as eleições de governador.

Logo no começo do segundo turno a governadora convocou prefeitos e deputados da base aliada para uma reunião. Na ocasião Roseana afirmou que a reeleição de Dilma é indispensável para a sobrevivência do Grupo Sarney após a derrota nas eleições para o governo do estado.

A possibilidade de um governo paralelo no Maranhão caso Dilma se reeleja foi denunciada pelo ex-governador Zé Reinaldo Tavares ainda na semana passada.

Com-Roseana-Sarney-no-lancamento-de-candidatura-convencao

Roseana culpa Lobão Filho por complô que derrubou a candidatura de Luis Fernando Silva. Como retaliação, o Governo Estadual se omitiu nas eleições. O próximo passo é tomar o Ministério de Edson Lobão.

Sarney x Lobão

A pasta de Minas e Energia, que é cota do PMDB de Roseana Sarney, desponta como o mais provável destino da futura ex-governadora. Atualmente ela é comanda pelo senador licenciado Edson Lobão.

Ocorre que Roseana Sarney ainda culpa a família Lobão e o atual presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, pela exclusão do ex-prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando (PMDB), da cabeça da chapa governista ainda no começo de 2014.

Assumir o ministério hoje ocupado por Lobão, Roseana estaria retaliando a manobra. Além disso, ao ocupar uma pasta dessa magnitude também garantiria sobrevida política.

Pref. de Ribamar implantará Escritório de Gerenciamento de Projetos

DSC_0008 (2)

O governo do prefeito Gil Cutrim implantará na estrutura administrativa do município de São José de Ribamar mais uma importante ferramenta de gerenciamento e captação de recursos para ações a serem executadas.

Trata-se do Escritório de Gerenciamento de Projetos do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (SICONV), iniciativa pioneira no Maranhão e que estará operando no início do próximo ano.

O SICONV é uma ferramenta do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão que tem como uma das finalidades facilitar as apresentações de projetos aos programas ofertados pelo Governo Federal. Podem inscrever projetos no Sistema entidades da administração pública estadual, distrital ou municipal, direta ou indireta; além de entidades privadas sem fins lucrativos.

Desde 2012, a Prefeitura ribamarense vem promovendo cursos de capacitação em SICONV direcionados para servidores públicos. Hoje, cada uma das 13 Secretarias Municipais possui funcionários especializados em cadastrar e acompanhar o andamento dos projetos junto ao Governo Federal.

Uma das primeiras iniciativas para implantação do Escritório foi o curso prático em SICONV, cujo primeiro módulo foi realizado esta semana no laboratório de informática da Escola Municipal Liceu Ribamarense I e que contou com a participação de 30 servidores de várias Secretarias.

O curso, ministrado pelo professor Marcos Soares, terá mais dois módulos – prestação de contas e ordem bancária de transferências voluntárias – a serem promovidos em novembro e dezembro. Ainda no próximo mês, também será realizada oficina de projetos e captação de recursos.

“Ao longo dos últimos anos, o município conseguiu aprovar e executar várias obras com recursos provenientes de projetos cadastrados no SICONV. O Escritório, que será composto por alguns servidores que estão participando dos módulos deste curso, terá o objetivo de otimizar, ainda mais, os processos de apresentação e acompanhamento dos projetos da Prefeitura cadastrados no Governo Federal”, afirmou o assessor de Planejamento e Gestão de Metas da Secretaria Municipal de Planejamento, Administração e Finanças, Fróes Filho.

The Best Saúde do Maranhão

No próximo dia 07, às 19h30, no hotel Luzeiros, na Ponta da D’ Areia, na capital maranhense – acontecerá a primeira edição do The Best Saúde Maranhão. O evento tem como objetivo homenagear médicos de diversas especialidades com atuação em São Luís e, ainda, Secretários de Saúde que se destacaram à frente das pastas, cumprindo metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

Dentre as metas podemos destacar Saúde da Família, Saúde Bucal, Saúde na Escola, Saúde Mental, Farmácia Básica, Metas Vacinais e Compartilhamento dos Agentes de Saúde. A expectativa é muito grande para os homenageados, haja vista que o evento irá reconhecer, publicamente, o trabalho desempenhado pelos médicos e Secretarias em prol da sociedade maranhense. Aguardem!

Governo Roseana cancela pregão de R$ 1,39 bi às vésperas do 2º turno

Roseana blog John Cutrim

O Estado de São Paulo- O governo do Maranhão, chefiado por Roseana Sarney (PMDB), cancelou na tarde desta quarta-feira um pregão que poderia gerar uma despesa de até R$ 1,39 bilhão para os próximos dois anos, quando o Estado será governado por seu adversário Flávio Dino (PC do B).

O pregão, marcado para às 15h desta quinta-feira, tinha o objetivo de contratar uma empresa para prestar serviços para as prisões maranhenses. Ao longo desta quarta, no entanto, o certame ganhou notoriedade porque integrantes da equipe de Dino acusaram Roseana de criar a despesa para prejudicar o novo governante.

“Espero que a governadora Roseana determine a paralisação dessa e de outras contratações absurdas que eventualmente estejam sendo planejadas. Seria uma atitude de respeito à clara vontade das urnas”, afirmou Dino na tarde de quarta.

O pregão 060/2014 tinha por objetivo contratar, pelos próximos 24 meses, uma “empresa especializada na prestação de serviços de suporte e apoio à administração”.

A lista de 23 itens a serem licitados incluía operação da central de monitoramento eletrônico dos detentos e da central de inteligência e informações. Serviços de videoconferência, de apoio à reintegração social e de oferecimento de kit higiene, rouparia e colchão também estavam na lista.

No início da noite desta quarta, o governo do Maranhão informou que estava cancelando o pregão porque o atual secretario de Justiça e Administração Penitenciária, Paulo da Costa, assumiu o cargo em 25 de setembro e “não tinha conhecimento do seu conteúdo [do edital da licitação]“. “O secretário irá analisar o termo de referência que faz parte do edital dessa licitação”, afirma nota divulgada pela secretaria de Comunicação Social do Maranhão.

O Maranhão possui 6.315 presos, segundo dados referentes a junho de 2014 divulgados pelo governo estadual.

Dino: “Conseguimos derrotar Sarney no MA é possível derrotar no Amapá”

“Vim dizer que se conseguimos derrotar Sarney no Maranhão é possível derrotar seus aliados aqui no Amapá e livrar de vez este Estado das mãos que atrasaram essas duas unidades da federação”, declarou o governador eleito do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que participou na noite desta quarta-feira, 22, no Amapá, do comício do governador e candidato à reeleição Camilo Capiberibe (PSB).

Apesar das pesquisas do Ibope afirmarem que teria segundo turno, Flávio Dino foi eleito no primeiro turno com 63% dos votos. “Esse instituto nunca acertou uma pesquisa no Maranhão. Lá dizia que tínhamos somente 48% das intenções de voto. Por isso, eu digo: votem com consciência, votem em quem trabalha e no final sairemos vencedores”, completou Dino.

Clécio Luís falou também que se ele dependesse da pesquisa do Ibope não seria hoje prefeito de Macapá. “Eu não tenho dúvidas de que já viramos, mas sei também que não será fácil. Por isso militância, vamos às ruas”, pediu o prefeito.

No último comício da campanha, Camilo Capiberibe reuniu as principais lideranças políticas do Estado em seu palanque como deputados estaduais, federais, os três senadores do Estado e afirmou. “Eu não tenho vergonha de mostrar meus aliados”.

“Aqui estão os homens e mulheres de bem que trabalham por um Amapá melhor. Até no último dia permitido pela Justiça Eleitoral vamos estar nas ruas pedindo voto, mostrando para cada cidadão deste Amapá a diferença entre nosso governo e o governo que arrasou o nosso Estado, estamos mostrando nossas obras, e o quanto esse Amapá avançou nos últimos três anos de gestão”, declarou Camilo.

“A vitória não será fácil, mas do nosso lado está à verdade e o povo do Amapá, neste domingo, vai dizer não à corrupção. Mas, até lá, não podemos descansar. Vamos conversar com os amigos, parentes, vizinhos e mostrar porque nosso governo tem ações concretas e o que eles prometem nós já estamos fazendo”, concluiu.

O adversário de Camilo Capiberibe é Waldez Góes (PDT), apoiado pelo senador José Sarney (PMDB). Waldez é um dos principais aliados do peemedebista José Sarney no Amapá. Em 2010, junto com outros dezessete políticos locais, o candidato do PDT foi preso pela Polícia Federal na Operação Mãos Limpas. Eles eram acusados de integrar uma quadrilha de desvio de dinheiro público do Amapá e da União. Quando foi preso, Góes exercia seu segundo mandato como governador do estado.

Roseana poderia ir para a China…

Roseana-demagoga1

Com uma rejeição altíssima, a governadora Roseana Sarney tenta, com maquiagem de números e a entrega de obras mal feitas no apagar das luzes, reverter a situação de calamidade da sua péssima gestão.

Por mais que tire fotos ao lado de máquinas para dar a impressão de trabalho, faltando pouco mais de dois meses para desocupar o Palácio dos Leões, não tem jeito, Roseana sairá pelas portas dos fundos. Deixará, depois de quatro mandatos, o Maranhão terra arrasada.

Vejamos: se o estado tivesse essa maravilha como tenta passar, seu grupo político não teria passado o maior vexame eleitoral dos últimos tempos no dia 5 de outubro. Roseana e seu grupo levaram uma surra da população nas urnas. Um recado duro do povo que não aguentava mais tanto sofrimento e descaso público.

Derrota que evidencia a insatisfação do povo maranhense com o governo da filha do senador José Sarney. Diz o adágio que em time que está ganhando, não se mexe. O time de Roseana não só foi escorraçado pelos torcedores como também sua trupe rebaixada para a última divisão. Talvez nem volte mais a jogar.

Finalizando, a mais nova pérola de Roseana Sarney, pasmem, é de que “o Maranhão está crescendo a níveis da China”.

Comparar o Maranhão com a China é uma infâmia, o mesmo disparate proferido por ela na maior crise de segurança vivida no Maranhão quando afirmou que a violência no Estado era decorrente do aumento da riqueza entre os maranhenses.

Pois bem, se a governadora gosta tanto da China, bem que poderia passar férias lá e, se assim desejar, permanecer por mais um longo tempo.

A hora da mudança e do bem comum…

10072007_1330 (2)

Por Othelino Filho

O resultado das eleições do último domingo (12.10.2014), que confirmou a vitória esmagadora do futuro governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), do senador Roberto Rocha (PSB), do deputado Othelino Neto (PC do B) e de diversos outros membros da coligação “Todos pelo Maranhão”, somente reafirma o fenômeno que estabeleceu uma nova e promissora consciência coletiva dos Brasileiros de Norte e Sul, Leste a Oeste.

Esse fenômeno assumiu o seu ápice, em termos de mobilização e repercussão nacional e internacional, com os movimentos sociais de junho do ano passado.

Brasileiros de todas as matizes socioeconômicas; gênero, número e grau; credos, etnias, idades e preferências das variadas naturezas foram, aos milhares, às ruas de todo o país, não só para simplesmente protestar por protestar, mas para dizer, alto e a bom som, os por quês dos seus posicionamentos.

Não aceitam mais a corrupção que se enraizou nas instituições nacionais com seus tentáculos aparentemente indestrutíveis, assumindo força e influência de poder paralelo. Respaldada no crime organizado e na garantia da impunidade.

Não admitem a continuidade de uma Educação Pública falida, de péssima qualidade que, por falta dos investimentos previstos na Constituição, sempre contingenciados e/ou desviados para fins impróprios, do conhecimento geral, estão entre lanternas, inclusive da América do Sul.

Repudiam a Saúde Púbica que, há anos, agoniza, pelas mesmas motivações acima elencadas. E que ceifa vidas e/ou impõe sofrimentos atrozes a milhões de brasileiros a cada ano, ou em escalas menores e proporcionais, a cada mês, cada semana, cada dia, cada hora, cada minuto, cada segundo…

Denunciam a Segurança Pública que sempre esteve distante de cumprir a contento as suas funções precípuas. Numericamente fragilizada, equipada em padrões sofríveis e condições técnico-profissionais obsoletas, coloca sempre a despreparada repressão como prioridade diante da prevenção.

Enquanto isso, as pessoas de bem permanecem sob grades, presas, em casa, apavoradas, sem poder usufruir o direito de ir e vir, reféns da bandidagem, que prospera, celeremente, muitas vezes em conchavo com quem é pago pelo erário para garantir a ordem e a paz sociais, além de outros direitos de cidadania.

O conjunto dos Serviços Públicos não oferece qualidade. Em vez de evoluir, piora. Se há algum esforço para reverter a realidade adversa, até aqui não teve o menor êxito, infelizmente.

Conclui-se, pois, que as possíveis ações foram contaminadas pelo nível de degradação que assumiram as políticas públicas no Brasil.

A infraestrutura, como um todo, é um dos grandes gargalos que impedem o crescimento sustentável do país. As rodovias, as ferrovias, os portos etc. somente avançam de forma fantástica na propaganda oficial.

Esses episódios revelam o lado execrável de quem exerce equivocadamente a política. São, possivelmente, carreiristas. Eles têm horror à alternância de poder. Tripudiam sobre os ideais nobres, a ética e nivelam por baixo a mais generosa e solidária potencialidade do ser humano: o dom de sonhar e criar felicidade.

A renovação, inexoravelmente, é uma exigência da natureza. Desde as coisas mais simples até as grandes conquistas científicas têm fases distintas até se chegar ao objetivo almejado. Têm começo, meio e fim. E evoluem. O revolucionário, também implica experiência. Há que acontecer, não surge aleatoriamente.

O Brasil e Maranhão estagnaram durante longo tempo, com repercussões imprevisíveis, porque sufocou-se a sua inteligência, inibindo-se a confirmação de lideranças talentosas e criativas.

Não há modelo pronto e acabado que anule os nossos receios e defina um futuro seguramente exemplar. Temos que construí-lo com segurança, mas com certa ousadia. Navegar é preciso, viver é preciso. Quem tiver medo de tempestade não se lance ao mar.

Desprezou-se a arte de promover a paz. A sabedoria de produzir desenvolvimento sustentável e distribuir justiça social. De gerações de conterrâneos se cumprirem, enlevando-se na inspiração divina para, quem sabe, ajudar na construção da história.

A importância do momento histórico exige seguimento a reflexões vivenciadas em períodos mais distantes ou mesmo próximos.

São evocadas como suporte a esses sentimentos incontidos de mudança que nasceram como pequenas bolas de neve e foram se juntando até formar uma onda avassaladora de esperança, fé e amor.

Bianca Lucena agradece

A jovem Bianca Lucena divulgou nota agradecendo o empenho e a contribuição dada pelo grupo a qual faz parte durante a campanha eleitoral deste ano. Abaixo, segue a íntegra:

bianca-lucena (2)

Amigos e amigas, venho agradecer a todos, em especial a juventude maranhense, pelo apoio prestado à campanha do nosso senador Lobão Filho. É com orgulho que me apresento para enaltecer o esforço desprendido por aqueles que de alguma forma contribuíram com apoio e presteza ao grupo que reuniu seu um milhão de seguidores.

Agradeço, portanto, ao trabalho incansável e a dedicação de todos os heróis que colaboraram com esta linda e inesquecível campanha e aos maranhenses que acreditaram em nosso trabalho.

A luta continua, não devemos parar. Em uma oportunidade próxima espero contar novamente com este mesmo esforço em busca do sonho de uma qualidade de vida digna e decente a todos os maranhenses.

Abraço

Bianca Lucena

TJ cassa decisão que autorizava bloqueio de repasse de ICMS a SL

Procurador-geral do município, Marcos Braid

Procurador-geral do município, Marcos Braid

O Município de São Luís conseguiu reverter junto à 4ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) a decisão, que garantia ao Estado reter repasses das parcelas do ICMS destinadas ao Município no valor de R$ 2 milhões mensais.

Os membros da 4ª Vara Cível julgaram, por unanimidade, de acordo com o parecer do Ministério Público, procedente a interposição de agravo de instrumento contra decisão anterior, que, nos autos de medida cautelar inominada proposta pelo Estado do Maranhão, concedia parcialmente a liminar postulada reconhecendo o direito do Estado reter parte do ICMS de São Luís.

Os repasses estavam sendo retidos em razão de supostas irregularidades detectadas em convênios celebrados entre os dois entes públicos para a realização de obras viárias, referentes à gestão do ex-prefeito João Castelo. No agravo, alegou o Município, dentre outros fundamentos, que a retenção desses valores seria ilegal por inobservância à regra insculpida no artigo 160 da Constituição Federal.

Ao reformar a decisão, o Tribunal de Justiça justificou que “a retenção de valores decorrentes da repartição de receitas tributárias advindas do ICMS é medida excepcionalíssima (…) e se afigura medida sobremaneira gravosa para toda a coletividade, porquanto dependente dessa verba para ver cumpridas as obras estruturais previstas no plano plurianual e orçamentos anuais correspondentes”.

O TJMA entendeu ainda que qualquer pagamento porventura devido pelo Município deva obedecer à rigorosa ordem estatuída pelos precatórios, sendo incabível a aplicação de sanções de ordem contratual, uma vez que referidos entes convenentes funcionam em regime de mútua colaboração.

“O que o Tribunal de Justiça decidiu foi a impossibilidade jurídica de devolução dos valores desse convênio via retenção mensal de parte do repasse das receitas decorrentes da arrecadação do ICMS, devidas ao Município. Essa decisão, a um só tempo, resguarda a ordem jurídica e garante mais investimentos a toda população”, afirmou o procurador geral do Município, Marcos Braid.

Vereador Astro estuda ações que serão implementadas na CM

Astro de Ogum espera a chegada da votação da eleição da nova Mesa Diretora.

De forma exaustiva, nas últimas semanas, o vereador Astro de Ogum(PMN), atual vice-presidente da Câmara Municipal de São Luís – vem trabalhando com objetivo de definir as ações administrativas que serão implementadas a partir de 1º de janeiro de 2015, quando assumirá o comando da Casa.

Com maestria, o futuro presidente convocou uma equipe de transição conceituada, formada por técnicos em diversas áreas, sob a orientação do procurador da Casa – Walter Sales Cruz. O objetivo dos técnicos é conhecer a estrutura e o funcionamento da CM e, ainda, estudar a viabilidade jurídica das ações que deverão ser desenvolvidas, dentre elas, o trabalho em parceria com entidades que atuam na área social.

Considerado um homem movido a desafios, para Astro de Ogum, um ex-menino de rua que há quase 20 anos ocupa uma vaga no disputado Legislativo Municipal, assim como tantos outros já ultrapassados ao longo dos seus 57 anos, comandar a CM será apenas mais um dos muitos desafios que deixará para trás.

“Nos quatro meses que estive à frente da Presidência – aprendi que a coisa pública deve ser administrada com responsabilidade, transparência, e pautada na legalidade, por isso quero desenvolver uma administração modelo, nunca antes visto na Câmara de São Luís, e que terá a missão precípua de aproximar os vereadores da sociedade e vice-versa, porém respeitando os ditames legais”, evidenciou o parlamentar.

A mudança no Comando da Câmara em janeiro de 2015 é aguardada com expectativa, principalmente por funcionários, fornecedores e profissionais da imprensa, pois quando ocupou o cargo, tendo em suas mãos o poder decisório, Astro de Ogum realizou várias ações positivas, entre elas, o corte em mais de 70% nos chamados super salários, o qual só beneficiava meia dúzia de funcionários, a valorização dos profissionais de comunicação, disponibilizando uma melhor condição de trabalho, a opção dada ao funcionário de receber o 13% salário na data de aniversário, bem como o saneamento das contas, já que quase um milhão de reais a fornecedores e empreiteiros foram pagos no interregno de apenas quatro meses.

“Podem ter certeza que estamos trabalhando muito com intuito de oferecer um bom serviço à sociedade ludovicense, pois como todos sabem, apesar de votar em Presidente, Senador, Governador, Deputados Federal e Estadual, o vereador é o político de mais fácil acesso a qualquer cidadão”, finalizou Astro de Ogum.

Roseana pode renunciar. Arnaldo terá direito a aposentadoria de R$ 25 mil

arnaldo_roseana

A governadora do Maranhão, Roseana Sarney, filha do senador do Amapá José Sarney, ambos do PMDB, estaria pensando em deixar o comando do governo no início do mês de novembro. A informação, que corre nos bastidores do estado nordestino, é que a governadora não deseja passar a faixa ao governador eleito e ex-presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) Flávio Dino (PCdoB). As informações são do Poder Online.

A justificativa para a renúncia é que Roseana ficaria “extremamente constrangida” com a transmissão do cargo a um político da oposição. A filha de Sarney, aliás, já anunciou que não deve mais disputar qualquer cargo político. No auge da carreira, a governadora chegou a ser um dos nomes fortes do antigo PFL (atual DEM) para disputar à Presidência da República. Agora, Roseana e seu pai, José Sarney, enfrentam altos índices de rejeição popular pelo péssima administração que ela fez no que seria o melhor governo da sua vida (acabou se transformando no pior governo da vida dos maranhenses).

Um detalhe na renúncia, no entanto, não pode passar despercebido. Caso opte por deixar o governo faltando apenas um mês para encerrar o mandato, quem assume o estado é o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado Arnaldo Melo (PMDB), que não renovou o mandato por ser o vice do candidato derrotado ao governo Edison Lobão Filho, também do PMDB. O parlamentar, que faria um “mandato relâmpago”, terá direito a uma aposentadoria vitalícia de aproximadamente R$ 25 mil.

Roberto Rocha reafirma compromissos com Timon

Numa visita para agradecimento dos votos recebidos no município, o vice-prefeito de São Luis e senador eleito nas últimas eleições no Maranhão, Roberto Rocha, reuniu-se na noite de ontem(21) com militantes políticos na sede do PDT.O evento teve a participação do prefeito Luciano Leitoa, ex-prefeito Chico Leitoa, vereadores e lideranças comunitárias.

Na oportunidade, Roberto Rocha agradeceu o empenho da militância política de Timon que trabalhou por sua eleição. O senador eleito reafirmou o compromisso de ajudar com sua ação parlamentar e político a administração do prefeito Luciano Leitoa junto aos governos federal e estadual.

Rocha disse que era grato por tudo que Luciano Leitoa e seu grupo político fez pela sua eleição.

“Tenho laços não só de amizade com a família Leitoa. Este grupo político de Timon vai contar com Roberto Rocha sempre no que for preciso e estiver ao nosso alcance, seja na formação do novo governo Flávio Dino mostrando seu valor, seja na esfera federal em Brasília, buscando recursos para Timon”, enfatizou o novo senador eleito.

Sobre propostas para seu mandato, Roberto Rocha prometeu empenho em Brasília para resolver o problema do cancelamento em Teresina do atendimento a pacientes maranhenses com câncer, a concretização da construção do Contorno Rodoviário junto com a BR 226, assim como a construção de uma nova ponte que ligue Timon a Teresina. (Blog do Elias Lacerda)

Transferência de culpa

Editorial do Jornal Pequeno

Apenas pensar a possibilidade de que um advogado possa ter coagido seu cliente a confessar um crime que não cometeu, sacrifica todos os postulados da ética na Justiça, mais especificamente no exercício da advocacia. No caso da surpreendente “confissão” do vigilante João José Nascimento Gomes, assumindo a autoria do bárbaro assassinato do advogado Brunno Eduardo Matos Soares, parece que estamos diante da mais absurda e cruel trama forjada nos autos de um inquérito policial.

A ser verdade o que conta a imprensa sobre este caso, e que a todos até o momento parece incontestável, anteciparam a autoria do crime para alguém com muito menos capacidade de defesa, no fim de livrar da merecida prisão o verdadeiro assassino. Forjaram a confissão de um inocente para que alguém preso sob visível efeito de alucinógenos, o senhor Marão, encontrasse meios de driblar a Justiça e escapar aos rigores da lei. Pior é que não há, neste caso, sequer um conflito de interesses, mas pura e simplesmente uma inusitada transferência de culpa, quem sabe em nome da tradição familiar e da impunidade vocacionada àqueles que têm dinheiro e poder.

Nem é preciso ter acesso ao inquérito e, menos ainda, compulsar os autos. A crueldade deste ato, o de mandar deliberadamente um inocente para a cadeia, fere todos os ideais erigidos em nome da Justiça, extrapola toda lógica dos princípios jurídicos para se transformar num crime tão hediondo quanto o que o verdadeiro assassino cometeu. É, pelo menos à primeira vista, uma modalidade de corrupção que transcende o poder público e aniquilia todas as prerrogativas das instituições; algo que ofende a sociedade na mesma proporção do sinistro que no dia 5 de outubro ceifou a vida de Brunno Matos no momento da comemoração de uma vitória eleitoral.

Nem se trata de mera fraude processual; é mais que isso: é a figura tipificada do patrocínio infiel ou, mais ainda, do patrocínio criminoso, além de evidente traição ao dever profissional. Ademais, o advogado Adihah Martões Rodrigues Neto ainda recebeu de seu infeliz cliente a quantia de R$ 4.900!

E fica-se a pensar em quantos crimes como este possam ter sido cometidos em nome da Justiça, em quantos inocentes possam estar na prisão porque seus advogados tergiversaram, sucumbiram e amiudaram a nobreza de suas missões.

Até onde se sabe, João José Nascimento Gomes não está em filmagem nenhuma, nem existem testemunhas que o tenham visto matar. Um inquérito policial forjado pode induzir a erro a Justiça, fulminar a presunção de inocência e, por conseqüência, destruir vidas e eliminar direitos.

O Poder Judiciário do Maranhão, a OAB e o Ministério Público precisam cuidar de punir exemplarmente a atuação deste advogado, pois mesmo que João José Nascimento Gomes fosse culpado – e todos os fatos indicam que não o é – não teria direito o causídico de afogar a ética profissional e assassinar a lei.

Prefeito vive um novo momento

flávio e edivaldo

Na avaliação de observadores políticos, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior está vivendo um novo momento e com perspectivas ainda melhores para 2015, ano que o governo do estado estará sob o comando do aliado Flávio Dino, um dos principais responsáveis por sua eleição em 2012.

Observam que o prefeito entregou cinco unidades de saúde em apenas 60 dias, recuperou a usina asfáltica do município e, com mão de obra própria e muito mais economia, está urbanizando o Bairro do São Cristóvão. Destacam ainda importantes intervenções em setores essenciais como saúde, educação e saneamento básico.

Segundo eles, outro ponto a ser destacado é a melhoria no trânsito. Afirmam que nunca mais se teve notícia de acidente no cruzamento da Avenida dos Holandeses com Litorânea; o fluxo nas grandes avenidas melhorou e foi retomado o “Pacto por São Luís” de forma prática, conclamando diversos segmentos da sociedade a unir forças com o poder público para cuidar do paisagismo da cidade através do programa São Luís Cidade Jardim.

Na avaliação de políticos ligados ao prefeito, 2015 será um ano muito promissor, com governo e prefeitura trabalhando de mãos dadas para resolver os problemas mais urgentes da capital.

Cancioneiro Elomar se apresenta no Teatro Artur Azevedo nesta quinta

Elomar Figueira Mello se apresenta nesta sexta e sábado no Teatro Bradesco BH

Apresentação acontecerá no Teatro Artur Azevedo às 20h30 nesta quinta-feira, dia 23 de outubro. Entrada custa entre R$ 50,00 e R$ 70,00

Blog Hilton Franco – Concerto considerado um marco na carreira do compositor Elomar Figueira Mello já que pré anuncia o último disco que encerra a fase das canções, uma vez que o autor se debruça na composição de suas óperas e outros trabalhos com formação de maior porte.

Nesse concerto, o violonista, compositor e maestro, João Omar de Carvalho Mello apresentará alguns solos do seu também novo projeto de disco, João Omar interpreta Elomar: Peças para violão Solo.

No repertório de João Omar, figura dentre outras, o Prelúdio nº sexto, uma homenagem a Villa Lobos, Lagoa da Porta, São João Xaxado, Retirada, Trabalhadores na Destoca, Estudo nº único…

Trata-se de uma prévia dos dois discos e apresentará canções inéditas de Elomar que ficaram fora da sua discografia, dentre elas, dois sambas lá da primeira fase.

Ensaiando o Riachão do Gado Brabo sai em circulação por diversas capitais do Brasil, partindo da Casa dos Carneiros.

A apresentação tem canções inéditas de Elomar, tais como Naquela Favela, e Samba do Jurema, no estilo clássico dos sambas brasileiros; Amarração e Canto dos Nordestólogos, pertencentes à trilha sonora de uma peça de teatro do próprio Elomar chamada “O Mendigo e O Cantador”; duas canções que foram gravadas num compacto da década de sessenta, primeira gravação independente do Brasil, que não foi lançado, chamadas O Robot e Mulher Imaginária; além da música que dá nome ao disco Riachão do Gado Brabo.

O Artista

Elomar Figueira Mello tem uma das mais sólidas carreiras artísticas da música brasileira. Diversas teses de mestrado e doutorado debruçam-se na obra do compositor, aqui e no exterior. Das barrancas do Rio Gavião, na caatinga baiana, para os principais palcos do país, a música deste músico, arquiteto e fazendeiro criador de bodes é sempre esperada e ovacionada desde os anos 70. Sofistica-se a cada dia, mergulhando seu universo “sertanez” na música. O Auto da Catingueira é a primeira das 11 peças/óperas musicais de Elomar.

Elomar compôs também 11 antífonas, quatro “galopes estradeiros”, 12 peças para violão solo, uma sinfonia e três concertos para solista e orquestra. É autor de mais de 80 canções, a maioria delas já gravadas por ele e por diversos outros intérpretes de expressão nacional. Foi inspirado nele que o cartunista Henfil criou seu personagem Bode Orelhana.

“Tenho uma missão a ser cumprida,“ afirma Elomar. “A tradição oral me trouxe do meu bisavô, que contou os fatos ao meu avô, que me contou e hoje eu conto para os meus filhos, que amanhã contarão para os filhos seus. Com isso é assegurada a preservação da história e dos acontecimentos. Numa sociedade tradicional, como a catingueira, a herança é oral e depositada em olhos e memórias privilegiadas. Esta é a missão do cantador.”Elomar Figueira Mello tem uma das mais sólidas carreiras artísticas da música brasileira. Diversas teses de mestrado e doutorado debruçam-se na obra do compositor, aqui e no exterior. Das barrancas do Rio Gavião, na caatinga baiana, para os principais palcos do país, a obra deste músico, arquiteto e fazendeiro criador de bodes é sempre esperada e ovacionada desde os anos 70.

Elomar compôs também 11 antífonas, quatro “galopes estradeiros”, 12 peças para violão solo, uma sinfonia e três concertos para solista e orquestra. É autor de mais de 80 canções, a maioria delas já gravadas por ele e por diversos outros intérpretes de expressão nacional. Foi inspirado nele que o cartunista Henfil criou seu personagem Bode Orelhana.

“Tenho uma missão a ser cumprida,“ afirma Elomar. “A tradição oral me trouxe do meu bisavô, que contou os fatos ao meu avô, que me contou e hoje eu conto para os meus filhos, que amanhã contarão para os filhos seus. Com isso é assegurada a preservação da história e dos acontecimentos. Numa sociedade tradicional, como a catingueira, a herança é oral e depositada em olhos e memórias privilegiadas. Esta é a missão do cantador.”

Desde jovem Elomar se exilou Lá na Casa dos Carneiros, sede da fazenda Gameleira, a 20 e poucos quilômetros de Vitória da Conquista, perto da divisa da Bahia com Minas Gerais, e de lá pouco sai, de sorte que assistir a um concerto deste músico singular é uma experiência para poucos.

O repertório do “ensaio” alterna canções entre o cantor e o instrumentista para na segunda parte realizarem juntos algumas das canções mais conhecidas de Elomar, sempre com trabalhos que abordam a cultura do campo, do sertão, no que Elomar Figueira assume como compositor, um lugar equivalente ao que Guimarães Rosa está  para a literatura brasileira.

Público:

O público alvo deste concerto é constituído daqueles que tradicionalmente vão aos concertos de Elomar Figueira Mello de perfil bastante heterogêneo, com a presença de intelectuais a estudantes, de doutores a simples vaqueiros numa mesma platéia. Com faixa etária entre, 14 a 80 anos, perpassando pelas mais diferentes classes sociais, econômicas e culturais. No entanto, pela especificidade de execução da música acústica, promete alcançar um público focado no interesse de apresentações desta natureza, notadamente profissionais, acadêmicos, estudiosos da área da música erudita e acústica.

Realização:

O projeto tem a realização da Fundação Casa dos Carneiros, uma associação cultural que prevê a administração, preservação e propagação da obra litero-musical de Elomar Figueira Mello, bem como a pesquisa, preservação e disseminação da arte verdadeira, da música culta e erudita produzida no Brasil.

A Fundação Casa dos Carneiros, com sede em Vitória da Conquista, na Bahia a sete anos de implantação vem realizando projetos de grande, médio e pequeno porte, reunindo em seu currículo apresentações de concertos de música de câmera, recitais líricos, apresentação de violeiros, quartetos, cenas de ópera e música popular.

Circulação nacional:

O lançamento aconteceu no dia 01 de setembro de 2012 no Teatro Escola Lírica Mineira, na casa grande da fazenda Casa dos Carneiros, em Vitória da Conquista, na Bahia foi o marco deste novo projeto de circulação nacional que seguirá pelas capitais de Porto Alegre, Curitiba, Brasília, Goiânia, São Paulo, Vitória do Espírito Santo, Belo Horizonte, Salvador, Aracaju, Fortaleza e São Luís. Na capital maranhense, em São Luis, o concerto acontece em única récita, dias 23 de outubro de 2014, no Teatro Artur Azevedo.

Página 1 de 63912345...102030...Última »