O secretário Municipal de Educação, Allan Kardec Filho fez um balanço sobre os dois primeiros meses à frente da pasta durante audiência pública realizada nesta terça-feira (19), na Câmara de Vereadores de São Luís. Mesmo com as investidas de parlamentares de oposição, capitaneadas pelo vereador Fábio Câmara (PMDB), Kardec foi seguro ao afirmar que a gestão municipal tem sem empenhado em melhorar qualidade da educação da capital.

Instruído pelo grupo que visa a todo custo prejudicar a administração municipal, Fábio Câmara tentou tumultuar a sessão. O vereador quis emparedar o secretário em relação ao cumprimento de promessas feitas pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

_foto (2)

Fábio Câmara insatisfeito com Allan Kardec depois das tentativas abortadas de tumultuar a audiência Foto: PAULO CARUÁ/blog John Cutrim

Entre elas as escolas de tempo integral.

Ao responder, Allan explicou que já existem em funcionamento em São Luís três escolas nesse modelo e que até 2016 mais 20 serão implantadas. “O calendário escolar iniciou há apenas 30 dias e nós já estamos com três unidades em regime de tempo integral”, rebateu o titular da Semed, muito sereno e firme, deixando Fábio desconsertado depois de ter seu intento frustrado.

Ao interromper várias vezes o secretário, sem deixar que completasse as explicações, Câmara também questionou sobre a suposta demissão em massa de diretores de escolas, ao que foi prontamente rechaçado por Kardec.

“Das 255 escolas da rede municipal, foram trocados diretores de 84 escolas; entre os motivos ruim desempenho no IDEB, processos administrativos e outras falhas existentes. É necessário eventuais ajustes para o aprimoramento da qualidade do ensino nessas unidades”, contestou Allan, anulando de uma vez qualquer possibilidade de desvirtuamento da audiência.

Só aí, a partir de então, ‘Fabinho’ passou a ter uma postura contributiva e mais amena, fazendo arguições pertinentes/sensatas, deixando qualquer viés político em segundo plano.

O vereador Honorato Fernandes (PT), líder do governo, auxiliou nos esclarecimentos, fazendo intervenções necessárias, o que minou qualquer tentativa de manipulação por parte do vereador sarneisista. Os vereadores Prof. Lisboa (PCdoB), Bárbara Soeiro (PMN), Pavão Filho (PDT) e Francisco Chaguinhas (PRP) também participaram de forma positiva do debate em questão.

Outro lado

Ao blog, o vereador Fábio Câmara disse que não ficou convencido com alguns pontos colocados pelo secretário de Educação, Allan Kardec. “Fiz arguições importantes, como o projeto político-pedagógico das escolas de tempo integral Recanto dos Pássaros (Cidade Operária), Barjonas Lobão (Cidade Operária) e Maria de Jesus Carvalho (Camboa) e não fiquei satisfeito com as respostas dadas”, declarou. Fábio afirmou ainda que das três escolas em tempo integral, apenas uma foi implantada nessa gestão.

foto blog

Líder do governo, Honorato Fernandes e Fábio Câmara em clima de cordialidade logo após o fim da audiência pública. Foto: PAULO CARUÁ/blog John Cutrim

Ações

Dentre as ações já realizadas, Allan destacou na audiência pública a regularização do calendário escolar da rede municipal de ensino, a parceria com o governo federal para construção de escolas, creches e quadras poliesportivas, além dos serviços de segurança, transporte escolar e reparo e manutenção das escolas depredadas para garantir o início do ano letivo de 2013 no dia 25 de fevereiro.

“Será realizado processo eleitoral para que gestores escolares possam assumir direção de escolas da Rede Municipal de Ensino”, anunciou. O secretário acrescentou que foi assinada uma Portaria que institui a criação de um grupo de trabalho visando o estudo, planejamento e viabilização desse processo de democratização da gestão escolar.

O grupo de trabalho será composto por atores pedagógicos técnicos especializados, intersetorial e interinstitucional e contará com a participação de membros da Secretaria Municipal da Educação (SEMED), Controladoria Geral da União (CGU), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Tribunal de Justiça do Maranhão, Conselho Municipal de Educação (CME), Câmara Municipal e Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede de Ensino Público de São Luís (SINDEDUCAÇÃO). A apresentação da proposta para o processo eleitoral está prevista agosto deste ano.

Durante o encontro, o secretário afirmou ainda que, por determinação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, os servidores terceirizados pelas cooperativas serão reintegrados ao quadro da atual empresa que presta serviços específicos de limpeza e conservação para a Semed. A secretaria, em diálogo com os Ministérios Públicos Federal e Estadual, busca uma solução para a situação dos terceirizados que trabalhavam na área administrativa.