Adelmo (2)

Por Adelmo Soares

A Delegação de Handebol de Caxias que é composta pela equipe adulta masculina e feminina, apresentou recurso a Federação Maranhense de Handebol, que organizou a COPA JOTA ALVES de Handebol categoria adulta nas categorias masculinas e femininas. A Federação em momento algum, apresentou o regulamento da competição, nem tampouco a tabela de jogos, que é feita de acordo com os interesses do presidente da Federação Sr. Pinheiro que também possui um time o PHC (Pinheiro Handebol Clube), que por sinal, esta nas semifinais da competição.

O presente Recurso interposto pela Deleção de Caxias pede que seja analisado o caso de jogador do UNICEUMA, que esta com suspeita de irregularidade. Acontece que não existe regulamento, artigos e nem tampouco comissão de junta disciplinar para analisar tal recurso.Tudo foi enviado ao presidente da federação com copia do recurso e em anexo declaração da Federação Paraense de Handebol que declara que o atleta esta inscrito naquele estado o que impossibilita sua participação no Maranhão.

Estamos aguardando o parecer do Sr.Presidente, que apresenta-se como único julgador e até mesmo determinar o deferimento ou não do recurso. Inúmeras são as falhas na organização deste evento, tais como: não existência de placar eletrônico, não existe tabela, não existe regulamento e muito menos junta disciplinar. Um verdadeiro absurdo com o Handebol, esporte que cresce cada vez mais no País. O Maranhão não pode possuir uma federação dos mais belos esportes nas mãos de quem apenas quer tirar proveito individual do esporte. Nosso time veio do interior rodou cerca de 400 km para participar da competição, legitimando-a.

Ficamos no alojamento do Castelão que, diga-se de passagem, é um local inapropriado para atletas, um absurdo o que fazem com nossos jovens, tivemos que pagar arbitragem e fazer inscrição de atletas. Classificamos nosso time feminino para a semifinal. O time masculino em quadra disputou com garra e determinação, perdemos, estamos cientes disso, mas, depois de recebermos denuncias de jogadores de outra equipes da Capital de São Luis, nos informando que havia suspeitas de irregularidade em nossos adversários, resolvemos correr atrás de nossos direitos esportivos, e o único remédio foi entrar com recurso.

São muitas as especulações de um descaso com o Handebol, vejam que no Maranhão existe uma federação em Imperatriz, totalmente independente da FMH, e que não participa de nenhuma competição da federação de São Luis, temos Timon e Codó que também não participam de competições (des) organizadas pela FMH. Vir de Caxias para São Luis e participar dessa competição coloca de novo, Caxias, no circuito maranhense de handebol, e isso é nosso objetivo, mas não podemos calar diante de fatos tão absurdos quantos esses, nossa semifinal será contra o PHC, time que leva o nome do presidente da Federação, sabemos que será muito difícil vencer, mas queremos lutar até o final, dignamente na quadra, com regras claras como exige o ESPORTE, com placar funcionando, com arbitragem imparcial, com respeito aos atletas e, sobretudo ao Handebol.

*Secretário de Esporte-Caxias/MA