Estranho o silêncio do ex-senador José Sarney e da ex-governadora Roseana Sarney diante dos episódios envolvendo o ex-presidente Lula, acusado de corrupção.

Lula, juntamente com o PT, beneficiaram o quanto puderam a família Sarney, inclusive com a cassação do ex-governador Jackson Lago.

No mandato de Lula, Sarney se locupletou de todas as formas, com o controle de ministérios, indicação de cargos, apoio político…

Quando José Sarney, então presidente do Senado, enfrentava uma avalanche de denúncias de corrupção, o ex-presidente Lula, em viagem à Ásia, a pretexto de defender Sarney, disse que ele “tem história no Brasil suficiente para que não seja tratado como se fosse uma pessoa comum”. Claro que muito antes disso, antes de se tornarem mui amigos, mais precisamente em 1987, José Sarney era, segundo Lula, “o maior ladrão da Nova República”. Bom, isso foi no passado, os dois logo trataram de esquecer por conveniência política.

E não foi só uma vez que o petista saiu em defesa do pai de Roseana Sarney. Em visita ao Maranhão, Lula disse que era “preconceito” qualificar de oligarquia a Famiglia que durante 50 anos controlou a sesmaria do Maranhão. Á época, Lula mandou inclusive um repórter se tratar.

Agora, os papéis se inverteram. Quem está no centro do furacão é Lula, envolvido em vários casos de gatunagem.

E o que Sarney disse até agora em defesa do amigo Lula? Nada! Está em completo estado de silêncio. Até o governador Flávio Dino, a quem Lula deu uma punhalada nas costas para favorecer o clã, disse que não há provas que incriminem o ex-presidente. Já Sarney e seu grupo, nenhuma nota sequer de apoio ao companheiro…