Ayrton

Em 1990, o piloto de Formula 1 Ayrton Senna havia se tornado uma espécie de herói nacional. Naquele ano, Senna ganhara seu segundo título de campeão mundial da categoria em uma dura temporada disputada contra o arquirrival piloto da Ferrari, o francês Alain Prost.

Chamado para uma entrevista no Programa Jô Soares Onze e Meia no SBT, Senna foi questionado pelo apresentador sobre a compra de uma mansão em Miami e se já estaria rico. Senna respondeu taxativamente: “Comprei a casa em várias parcelas. Rico mesmo é o filho do governador do Maranhão que comprou uma mansão ao lado, maior que a minha, à vista e em dinheiro vivo”

Senna estava se referindo à Edinho Lobão, filho do então governador do Maranhão Edison Lobão, que nunca sequer deu-se ao trabalho de desmentir a história. Na época Lobão Filho ganhou o apelido de “Edinho 30” por conta dos percentuais que levava por fora em negócios feitos com o governo do estado. Mas essa é outra história.

Episódio de amanhã: “O senador sem voto e a plantação de empresas laranjas”

Leia aqui o episódio anterior: Cuidado com minha BMW