São Luís - MA Parcialmente Nublado 26°C 33°C

Região Metropolitana de São Luís tem melhor acesso à educação, diz Ipea

Alunos de uma escola pública em São Luís

Alunos de uma escola pública em São Luís

Do G1 MA

A Região Metropolitana de São Luís apresenta o melhor acesso à educação, de acordo com dados do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), lançado pelo Atlas do Desenvolvimento Humano nas Regiões Metropolitanas Brasileiras nesta terça-feira (25). A taxa da região foi de 0,737, seguida por São Paulo (0,723), Distrito Federal e Curitiba, ambas com o índice de 0,701.

IPEA, indice São LuísOs números foram calculados com base no Censo Demográfico de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHYM) do Maranhão passou de 0,476 em 2000 para 0,639 em 2010 – uma taxa de crescimento de 34,24%. Nesse período, a dimensão cujo índice mais cresceu em termos absolutos foi Educação (com crescimento de 0,250), seguida por Longevidade e por Renda.

O Maranhão ocupa a 26ª posição entre as 27 unidades federativas brasileiras segundo o IDHM. O IDHM é um índice composto por três das mais importantes áreas do desenvolvimento humano: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda). O Atlas do Desenvolvimento Humano nas Regiões Metropolitanas Brasileiras foi divulgado nesta terça-feira (25). Ele foi produzido pelo Programa das Nações Unidas pelo Desenvolvimento (Pnud), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pela Fundação João Pinheiro.

De acordo com o levantamento, a proporção de crianças de 5 a 6 anos na escola é de 93,85%, em 2010. No mesmo ano, a proporção de crianças de 11 a 13 anos frequentando os anos finais do ensino fundamental é de 81,56%; a proporção de jovens de 15 a 17 anos com ensino fundamental completo é de 47,84%; e a proporção de jovens de 18 a 20 anos com ensino médio completo é de 29,60%. Entre 1991 e 2010, essas proporções aumentaram, respectivamente, em 60,48 pontos percentuais, 64,61 pontos percentuais, 37,92 pontos percentuais e 22,63 pontos percentuais.

Em 2010, 77,43% da população de 6 a 17 anos do Estado estavam cursando o ensino básico regular com até dois anos de defasagem idade-série. Em 2000 eram 59,98% e, em 1991, 66,28%. Dos jovens adultos de 18 a 24 anos, 6,97% estavam cursando o ensino superior em 2010. Em 2000 eram 1,95% e, em 1991, 0,94%.

Operação Gringo: quando o PCB era a maior ameaça para o regime militar

Ditadura perseguiu e matou líderes comunistas para desmantelar partido e justificar aparato

Vladimir Herzog foi uma das vítimas da ditadura militar - Reprodução

Vladimir Herzog foi uma das vítimas da ditadura militar – Reprodução

POR CHICO OTAVIO E RAPHAEL KAPA (O GLOBO)

RIO – Com a luta armada no campo e nas cidades praticamente extinta em 1974, o Centro de Inteligência do Exército (CIE), um dos mais atuantes órgãos da repressão no regime militar, voltou sua artilharia para um inimigo desarmado: o Partido Comunista Brasileiro (PCB), que defendia a redemocratização do país pela via pacífica. As motivações que fizeram os militares empreenderem uma verdadeira devassa no partido, perseguindo suas principais lideranças até o desaparecimento de mais de 25 comunistas, eram desconhecidas até então. Informações extraídas do relatório da Operação Gringo, descoberto pelo Ministério Público Federal na casa do tenente-coronel Paulo Malhães e revelado pelo GLOBO no último domingo, mostram que o PCB era visto como a principal ameaça à ditadura após a aniquilação da esquerda armada.

“O Partido Comunista Brasileiro representa, a longo prazo, a organização subversiva que proporciona maior perigo às instituições democráticas brasileiras”, afirma o relatório Operação Gringo/Caco, de 31 de dezembro de 1979.

Uma das justificativas para eleger o PCB como o novo inimigo número 1 é a própria trajetória do partido. Por ter membros com mais experiência e considerados mais “capazes”, os comunistas eram vistos como a principal ameaça. A experiência com a clandestinidade, o apoio externo de Moscou e o alto nível organizacional também são citados como argumentos que justificam a tese dos militares. A penetração que a sigla teve em grupos políticos foi vista com receio pelo CIE.

“Nos últimos anos, em que o peso da repressão recaiu sobre as organizações de esquerda radical, o Partidão soube tirar proveito dessa ação divisionária e ampliar suas bases, particularmente junto aos sindicatos rurais e urbanos”, afirma o relatório.

Os membros da inteligência do Exército pregavam que os comunistas elaboraram uma campanha para dividir os militares, insinuando oposição entre o Alto Comando e a Presidência e pregando que os militares deviam se posicionar entre aqueles comprometidos com os “crimes da ditadura” e aqueles que a negavam.

Continue lendo Aqui

Prefeitura realiza obras de canalização do Rio das Bicas

Obras estão em estágio avançado e fazem parte do Programa de Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga

Obras estão em estágio avançado e fazem parte do Programa de Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Extraordinária de Projetos Especiais (Sempe), dá prosseguimento à conclusão das obras de canalização do Rio das Bicas. A ação inclui ainda a urbanização da área, com a construção do Parque Urbano Rio das Bicas e de 33 unidades habitacionais para atender famílias reassentadas com a recuperação do canal. As obras estão em estágio avançado e fazem parte do Programa de Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga, implementado na gestão do prefeito Edivaldo.

A obra de canalização do canal do Rio das Bicas e evitará enchentes, erosão nas margens e assoreamento do curso d’água. A obra compreende o trecho entre a Rua São Pedro e a Avenida Vicente Queiroga, aproximadamente 2 km de extensão. A intervenção está sendo realizada em três trechos e inclui ainda a execução de galerias tubulares de concreto armado e demais dispositivos de microdrenagem. A obra beneficia todo o polo do Coroadinho e Salinas do Sacavém.

O titular da Sempe, Gustavo Marques, lembrou que a execução do projeto é uma das prioridades da pasta determinada pelo prefeito Edivaldo. “A nova administração trabalha de forma transparente e participativa. Para isso está sempre com sua equipe alinhada, com as secretarias cooperando entre si para que a população seja beneficiada. O diálogo com a comunidade também foi essencial para o bom andamento das obras”, disse.

Para a canalização do Canal do Rio das Bicas, foi realizada a indenização e a transferência temporária das famílias que moravam às margens do rio para outras localidades sem risco de alagamentos. O projeto da Sempe inclui a construção de 33 unidades habitacionais para essas famílias, para que possam residir próximo às antigas residências, mas fora da área considerada de risco. As habitações começarão a ser construídas em dezembro na Rua da União e na Avenida dos Portugueses, região próxima ao Coroado.

A Prefeitura executará ainda projeto de urbanização às margens do Canal do Rio das Bicas para revitalização da área, o que inclui a construção do Parque Urbano do Rio das Bicas. A obra está em fase de licitação e tem início previsto para fevereiro de 2015. O Parque será construído com recursos do Banco Mundial e será composto por praças e áreas com funções diferenciadas: passeios, descanso e esporte e lazer, proteção permanente e proteção ambiental. As obras beneficiarão principalmente os moradores de bairros como Areinha, Belira, Lira, Madre Deus, Bairro de Fátima, Coroadinho, Parque Amazonas e áreas adjacentes.

Vereador Nelsinho Brito assume mandato na Câmara Municipal de São Luís

O vereador Nelsinho Brito e o deputado estadual Bira do Pindaré, que prestigiou a posse na Câmara Municipal

O vereador Nelsinho Brito e o deputado estadual Bira do Pindaré, que prestigiou a posse na Câmara Municipal

Em um evento extremamente prestigiado pela classe política maranhense, na manhã desta segunda-feira (24), o vereador Nelsinho (PT) tomou posse na Câmara Municipal de São Luís. Nelsinho substitui o vereador Honorato Fernandes (PT), que tirou licença médica por 121 dias.

O ato de posse do petista contou com a presença do deputado estadual Bira do Pindaré (PSB), Augusto Lobato (vice-presidente do PT-MA), Márcio Jardim (secretário de esportes do Maranhão a partir de 1º de janeiro), Creusamar de Pinho (União por Moradia Popular), Elaine Dutra (presidente da Federação de Capoeiristas do Maranhão), entre outros.

O vereador Gutemberg Araújo (PSDB) cumprimentou, garantiu apoio e deu as boas vindas ao colega Nelsinho em nome dos demais vereadores. O petista iniciou seu primeiro pronunciamento como Vereador da capital, devidamente empossado, apresentando um breve histórico de sua vida e da sua atuação política junto aos movimentos sociais e culturais.

Nelsinho destacou sua formação acadêmica no curso de Educação Física da UFMA e sua inserção de berço dentro dos movimentos culturais da ilha de São Luís. Filho do artista popular Pixixita e sobrinho de Nelson Brito Martins, Nelsinho sempre esteve nas lutas populares, ao lado de movimentos sociais e em defesa da classe trabalhadora.

Filiado ao PT em 2003, seu único partido desde então, Nelsinho foi candidato a vereador em 2008 conseguindo 1123 votos e em 2012 teve 1708 votos alcançando a primeira suplência na coligação PT/PTB. O parlamentar agradeceu o apoio do deputado estadual Bira do Pindaré e da militância socialista do PT em sua campanha de 2012.

O parlamentar, também agradeceu especialmente ao futuro presidente da CAEMA a partir de 1º de janeiro, Davi Telles, pelo seu empenho nas duas candidaturas e por sua interferência direta na inserção de Nelsinho no meio político.

O Vereador agradeceu seus familiares nas pessoas de sua esposa e do seu tio Zé Reinaldo. Agradeceu também os mestres da Capoeira maranhense, em especial ao mestre Patinho, e ao poeta e ex-secretário de Cultura do Estado e ex-presidente da FUNC, Joãozinho Ribeiro.

Nelsinho declarou que será integrante da base de sustentação do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), e afirmou poder contribuir para as questões referentes ao bem estar social da população da capital. O petista também agradeceu ao vereador Honorato e desejou sua recuperação de maneira mais célere possível.

A vereadora Barbara Soeiro (PMN) cumprimentou Nelsinho e anunciou que pedirá a entrega do título de cidadão ludovicense ao vereador Nelsinho. Os vereadores Pedro Lucas (PTB), Rose Sales (PC do B), Pereirinha (PSL) e Damasceno (PSL) também cumprimentaram o vereador recém-empossado. Rose Sales afirmou que esse era um dia memorável para o parlamento municipal e a militância social ficará mais fortalecida com a chegada de Nelsinho.

Nelsinho garantiu que apesar do curto prazo no mandato, desenvolverá uma agenda de propostas para a cultura da cidade e a preservação do meio ambiente. “Apesar de ficar somente alguns meses é extremamente valioso. Ainda que fosse por um dia, estar neste espaço é muito valioso. Estou muito satisfeito. Sou um representante da cultura popular, da classe trabalhadora e quero justificar cada voto que me colocou aqui”, afirmou o vereador.

Flávio anuncia José Reinaldo Tavares para Secretaria de Minas e Energia

001O futuro governador Flávio Dino acaba de anunciar o ex-governador José Reinaldo Tavares para a Secretaria de Minas e Energia.

José Reinaldo Tavares é engenheiro, ex-ministro e ex-governador, o que poderá dar nova e devida visibilidade à pasta completamente ignorada durante o atual governo Roseana Sarney, hoje com Ricardo Guterres.

Flávio ainda anunciou Tatiana Pereira para a Juventude, Paulinho Araújo para presidir a CCL, e  Telma Andrade, do corpo técnico da Embratur,  para o Turismo.

Petrolão: acusado de pagar propina a Roseana se entrega à Polícia Federal

Adarico Negromonte se entrega na Policia Federal em Curitiba /Zanone Fraissat/Folhapress

Adarico Negromonte se entrega na Policia Federal em Curitiba /Zanone Fraissat/Folhapress

O último foragido da sétima fase da Operação Lava Jato, Adarico Negromonte Filho, se entregou à polícia na manhã desta segunda-feira (24).

Ele se apresentou na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba por volta das 11 horas, acompanhado por duas advogadas.

Cercado por jornalistas, Negromonte se manteve em silêncio e não fez declarações. Ele chegou de táxi e se dirigiu a pé até a sede da polícia.

Negromonte é irmão do ex-ministro das Cidades, Mário Negromonte (PP). Segundo as investigações da PF, Adarico era subordinado ao doleiro Alberto Youssef e era responsável pelo transporte de valores em espécie.

O investigado teve a prisão temporária, válida por cinco dias, decretada no último dia 14, mas estava foragido desde então.

Ele era o único dos 25 alvos da operação que tiveram prisão decretada e ainda não havia sido preso.

A sétima fase da Operação Lava Jato, chamada de “Juízo Final”, investiga um esquema de fraude em licitações na Petrobras. Dos 25 alvos da operação que tiveram a prisão decretada, 11 foram liberados após prestar depoimentos.

Em depoimento à PF, a contadora Meire Poza, também funcionária de Youssef, revelou que Adarico pagou uma das parcelas da propina da Constran à governadora Roseana Sarney.

A pessoa que recebeu os R$ 300 mil, referente a parcela da propina acertada, teria reclamado da quantia e dito que iria consultar a governadora se o montante deveria ser recebido.

Morre Seu Lunga, sucateiro que se tornou um personagem da cultura nordestina

O comerciante Joaquim dos Santos Rodrigues, o " Seu Lunga" foi enterrado em Juazeiro do Norte

O comerciante Joaquim dos Santos Rodrigues, o ” Seu Lunga” foi enterrado em Juazeiro do Norte

Do blog do Maycon Alves (Zé Doca e Região)

O comerciante Joaquim dos Santos Rodrigues, o “Seu Lunga” foi enterrado no fim da tarde deste domingo (23) no Cemitério do Socorro, em Juazeiro do Norte. Seu “Lunga” morreu neste sábado (22) aos 87 anos, no Hospital São Vicente de Paulo, na cidade de Barbalha, em decorrência de um câncer de esôfago. O sepultamento teve a presença dos familiares de centenas de pessoas, conhecedoras da história de Joaquim dos Santos, que ficou conhecido pelas respostas ao pé da letra.

No prédio onde ”Seu Lunga” mantinha uma sucata as portas estavam fechadas e com um sinal de luto. A morte de Joaquim dos Santos atraiu admiradores da cidade de Parnaíba-PI, que foram até a casa onde ele morava e viram no portão a notícia triste. O aposentado Antônio Bezerra ficou supreso com o falecimento do cearense. ” A morte de seu lunga deixou muita gente surpresa”, concluiu. Seu “Lunga” costumava acompanhar e até discusar em velórios e enterros de amigos e parentes. Pétalas de rosas foram  jogadas durante o cortejo do morador ilustre de Juazeiro do Norte.

Biografia

Poeta, repentista e comerciante, “Seu Lunga” nasceu em 18 de agosto de 1927, no Sítio Gravatá, na zona rural do município de Caririaçu, na Região do Cariri. Viveu a infância com os pais e sete irmãos no município de Assaré, e com 16 anos foi morar em Juazeiro do Norte. Recebeu de uma vizinha o apelido de ”Calunga” que, com o tempo foi reduzido para “Lunga”. Era pai de 13 filhos, dos quais, dois morreram.

Roseana desmonta cabide na Saúde e exonera 169 “servidores” no interior. Veja a lista

A governadora Roseana Sarney: descaso com a saúde preventiva e 169 exonerações

A governadora Roseana Sarney: descaso com a saúde preventiva e 169 exonerações

Roseana Sarney continua com o desmonte da sua máquina política e de apadrinhamento mantida pelo governo do Estado.

Depois das exonerações na Casa Civil, onde predominaram sobrenomes famosos no colunismo social, agora chegou a vez da Saúde, onde o destaque são os afilhados políticos.

Nesta a situação é mais grave por tratar-se de uma secretaria  envolvida diretamente com a vida.

A transfusão de dinheiro público da Saúde para o bolso de quem não faz nada vai muito mais além da imoralidade revelada na Casa Civil.

No último Diário Oficial disponível na internet do dia 5 de novembro foram publicadas 169 exonerações das regionais de saúde de Barreirinhas, Tutóia, Cururupu, Governador Nunes Freira, Estreito, Colinas, Santo Antônio dos Lopes, Lago da Pedra, Rosário, Itapecuru-Mirim, Chapadinha, Codó, Pinheiro, Viana, Timon, Santa Inês, Zé Doca, Açailândia, Imperatriz,  Balsas, São João dos Patos, Presidente Dutra, Pedreiras, Barra do Corda, Bacabal e Caxias.

A grande maioria dos exonerados ocupava cargos de Assessor Técnico.

Mas há regionais que perderam gestores de unidade de saúde e até mesmo todo o seu  o núcleo de vigilância epidemiológica e controle de doenças.

Das duas, uma: Ou ninguém trabalha mesmo e não farão a menor falta; ou Roseana resolveu deixar a população do interior do Estado entregue à própria sorte.

Mas também quem mandou querer se livrar da peste…

Veja a lista

BARREIRINHAS

NATHALIA DE NAZARÉ RABELO COSTA – Gestor de Unidade de Saúde da Região de Barreirinhas – DGA

EMANOEL MOURA LUZ MONTEIRO – Coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças, da Região de Barreirinhas – DAS-1

MARCO AURÉLIO SOUSA CARNEIRO -  Chefe do Setor de Controle Vetorial e Vigilância Epidemiológica, da Região de Barreirinhas -DAS-1

MARIA DO SOCORRO VALE MENDES -  Chefe do Setor de Educação em Saúde, da região de Barreirnhas – DAS-1

WENDEL MELO ARAÚJO LIMA -  Chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica e Sistema de Informação, da Região de Barreirinhas – DAS-1

JÚLIA RAQUEL DE ARRUDA MORAIS – Diretor de Saúde , da Região de Barreirinhas -DAS-2

FLOR DE LIZ CALDAS VERDE DA CONCEIÇÃO -Assessor Técnico da Região de Barreirnhas – DAS-3

MEIRELANE APARECIDA LEAL SABÓIA – Assessor Técnico , da Região de Barreirinhas – DAS-3

VITAL SAMPAIO PEIXOTO – Assessor Técnico, da Região de Barreirinhas-DAS-3

TUTÓIA

CARLOS GUSTAVO RIBEIRO GUIMARÃES – Gestor de Unidade de Saúde da Região de Tutóia – DGA

ALEHANDRA BUENA LEAL BRANCO – Coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças da Região de Tutóia – DAS-1

MAVI LIMA MARINHO – Chefe do Setor de Controle Vetorial e Vigilância Epidemiológia da Região de Tutóia – DAS-1

BERNARDO JOSÉ DOS REIS SOUSA – Chefe do Setor de Educação em Saúde, da Região de Tutóia – DAS -1

THIAGO PONTES DA FONSECA – Chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica e Sistema de Informação, da Região de Tutóia – DAS-1

BERNADO WAGNER ROCHA SILVA – Diretor de Saúde, da Região de Tutóia – DAS-2

MIGUEL CARDOSO DE CALDAS – Assessor Técnico, da Região de Tutóia – DAS-3

SERGIO BERNARDO ARCHER – Assessor Técnico da Região de Tutóia – DAS-3

FRANCISCO DE SOUSA ALMEIDA – Assessor Técnico daRegião de Tutóia – DAS-3

CURURUPU

CARLOS ALBERTO FRANCO – Gestor de Unidade de Saúde da Região de Cururupu – DGA

HÉLIO BRITO BRAGA – Coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças da Região de Cururupu – DAS-1

MÁRCIA HELENA COSTA ASSUNÇÃO – Chefe do Setor de Controle Vetorial e Vigilância Epidemiológica da Região de Cururupu – DAS-1

HENRIQUE LISTER ALMEIDA – Chefe do Setor de Educação em Saúde, da Região de Cururupu – DAS – 1

WOSTEVALDO GONÇALVES COSTA – Chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica e Sistema de Informação da Região de Cururupu – DAS-1

MARIA DE JESUS RODRIGUES PAVÃO – Diretor de Saúde da Região de Cururupu -DAS-2

BENONILSON JOSÉ NASCIMENTO CASTRO – Assesor Técnico da Região de Cururupu -DAS-3

WAGNER RODRIGUES PINTO -Assessor Técnico da Região de Cururupu -DAS-3

WALBER LIMA PINTO – Assessor Técnico da Região de Cururupu- DAS-3

YONÉLIO SANTOS DE NAZARÉ – Assessor Técnico da Região de Cururupu – DAS-3

NILDA MARIA CARVALHO COSTA – Assessor Técnico da região de Cururupu – DAS-3

GOVERNADOR NUNES FREIRE

LIDIANA DE MELO ARAÚJO – Gestor de Unidade de Saúde da Região de Governador Nunes Freire – DGA

CONSOLAÇÃO MARIA GOMES FEITOSA ROLIM - Coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças, da região de Governador Nunes Freire -DAS-1

KENNISTON LOPES SILVA – Chefe do Setor de Controle Vetorial e Vigilância Epidemiológica da região de Nunes Freire – DAS-1

CIRLENE ALVES DE SOUSA – Chefe do Setor de Educação em Saúde da Região de Governador Nunes Freire – DAS-1

OSVANDO DA SILVA MARTINS – Chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica e Sistema de Informação, da Região de Governador Nunes Freire – DAS-1

ADRIANA KAREN FALCÃO COSTA – Diretor de Saúde, da Região de Governador Nunes Freire – DAS-2

KLEIDSON PEREIRA EVANGELISTA – Assessor Técnico, da Região de Governador Nunes Freire – DAS-3

ESTREITO

ANTONIO PORTILHO FONSECA FILHO – Gestor de Unidade de Saúde, da Região de Estreito – DGA

FRHEDERICK AUGUSTO VIEIRA NOGUEIRA – Coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças, da Região de Estreito – DAS=1

NICODEMOS AURÉLIO MARINHO DO EGITO VILAR – Chefe do Setor de Controle Vetorial e Vigilância Epidemiológica, da Região de Estreito – DAS-1

MARIANGELA FACHINELLO – Chefe do Setor de Educação em Saúde, da Região de Estreito – DAS-1

ROSSANA PERES LEITE PASSOS – Chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica e Sistema de Informação, da Região de Estreito – DAS-1

PATRÍCIA COUTINHO CAVALCANTE – Diretor de Saúde, da Região de Estreito – DAS-2

ITIBIRÉ BEMJAMIM BARBOSA JUCÁ – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS – 3

JOÃO ODOLFO MEDEIROS REGO – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

LUCILENE ALVES DOS SANTOS – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

MARIA FRANCISCA SOARES VIEIRA – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

JOSIMAR NOGUEIRA DA SILVA – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

WALLYSON CUTRIM COSTA – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

KEILA CARVALHO DE BRITO – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

ROSANGELA MARIA CAMPELO GONÇALVES – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

SAMARA SOARES DE AGUIAR – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

ILEAN BEZERRA DE SOUSA – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

POLLYANA CUTRIM COSTA – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

JOSÉ WILSON VILAR – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

LAUDIMIR BANDEIRA GONÇALVES – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS -3

LUANA KELLY DOS SANTOS – Assessor Técnico, da Região de Estreito – DAS-3

COLINAS

FRANCISCO EVERTON MACEDO COSTA – Gestor de Unidade de Saúde, da Região de Colinas – DGA

RÔMULO TADEU OLIVEIRA MENDES – Coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças, da Região de Colinas – DAS -1

MARIA GRACY FONSECA E SILVA PEREIRA – Chefe do Setor de Controle Vetorial e Vigilância Epidemiológica, da Região de Colinas – DAS-1

ADRYANA COELHO DE OLIVEIRA – Chefe do Setor de Educação em Saúde, da Região de Colinas – DAS- 1

MÁRCIA LUZIA BANDEIRA GUIMARÃES – Chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica e Sistema de Informação, da Região de Colinas – DAS-1

EMANUEL FERNANDO ALVES DA SILVA – Assessor Técnico, da Região de Colinas – DAS-3

SANTO ANTÔNIO DOS LOPES

MARIA DO SOCORRO CEZÁRIO DE SOUZA – Gestor de Unidade de Saúde, da Região de Santo Antônio dos Lopes – DGA

FRANCISCO CARLOS CORREIA DA SILVA – Coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças, da Região de Santo Antonio dos Lopes – DAS-1

DELMIRO ALVES PEREIRA JUNIOR – Chefe do Setor de Educação em Saúde, da Região de Santo Antônio dos Lopes – DAS -1

GERSON FARIAS – Chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica e Sistema de Informação, da Região de Santo Antônio dos Lopes – DAS-1

ROANSELLI MARLLON LIMA DOS SANTOS – Diretor de Saúde, da Região de Santo Antônio dos Lopes – DAS-2

SEVERINO DE SOUSA RAMOS – Assessor Técnico, da Região de Santo Antônio dos Lopes – DAS-3

LAGO DA PEDRA

PAULO CÉSAR FERRAZ DIAS – Gestor de Unidade de Saúde, da Região de Lago da Pedra – DGA

ARIEL ALMEIDA SOUZA – Coordenador do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças, da Região de Lago da Pedra – DAS -1

JOSERINA MARIA LUNA PEREIRA – Chefe do Setor de Controle Vetorial e Vigilância Epidemiológica, da Região de Lago da Pedra – DAS-1

MELQUIADES LOPES DOS SANTOS – Chefe do Setor de Educação em Saúde, da Região de Lago da Pedra – DAS-1

GISELLE DIAS MOUSINHO GARCIA – Chefe do Setor de Vigilância Epidemiológica e Sistema de Informação, da Região de Lago da Pedra – DAS -1

OSMAN FONSECA DOS SANTOS – Diretor de Saúde, da Região de Lago da Pedra – DAS-2

ROSÁRIO

CREUSA DA SILVA BRAGA QUEIROZ – Assessor Técnico, da Região de Rosário – DAS-3

AURINO DIAS BARROS – Assessor Técnico, da Região de Rosário – DAS-3

DANIEL FRANÇA DOS SANTOS – Assessor Técnico, da Região de Rosário – DAS-3

JOSÉ NEVES GOMES – Assessor Técnico, da Região de Rosário – DAS-3

JOSÉ RIBAMAR LOPES DE SOUSA – Assessor Técnico, da Região de Rosário – DAS-3

RUBEMAR COIMBRA ALVES – Assessor Técnico, da Região de Rosário – DAS-3

JOSÉ CARLOS VIEIRA CASTRO – Assessor Técnico, da Região de Rosário – DAS-3

MARIA DA GRAÇA BOTENTUIT SERRA DE CASTRO – Assessor Técnico, da Região de Rosário – DAS-3

ITAPECURU-MIRIM

MANOEL MENDONÇA NICACIO – Assessor Técnico, da Região de Itapecuru-Mirim – DAS-3

CREUSA COSTA UCHOA VIANA – Assessor Técnico, da Região de Itapecuru-Mirim – DAS-3

ANTÔNIO DE SOUSA SILVA FILHO – Assessor Técnico, da Região de Itapecuru- Mirim – DAS-3

SERGIO MURILO SOUSA FRAZÃO – Assessor Técnico, da Região de Itapecuru-Mirim – DAS-3

MARLUCE EMILIA UCHÔA DINIZ – Assessor Técnico, da Região de Itapecuru-Mirim – DAS-3

JOSÉ BRAZ DA SILVA FILHO – Assessor Técnico, da Região de Itapecuru-Mirim -DAS-3

CHAPADINHA

FÁBIO ROBERTO AMORIM DE ARAÚJO – Assessor Técnico, da Região de Chapadinha – DAS-3

MARCIA REGINA SILVA CONCEIÇÃO -  Assessor Técnico, da Região de Chapadinha -DAS-3

VANESSA CRISTINA CIRQUEIRA CUNHA – Assessor Técnico, da Região de Chapadinha – DAS-3

CODÓ

MARIA CRISTINA CEPPAS ARCHER – Assessor Técnico, da Região de Codó – DAS-3

GEORGE RAFAEL COELHO ARAÚJO – Assessor Técnico, da Região de Codó – DAS-3

PINHEIRO

JOÃO BATISTA CANTANHEDE MARTINS – Assessor Técnico, da Região de Pinheiro – DAS-3

MARGARIDA MARIA GONÇALVES PEREIRA – Assessor Técnico, da Região de Pinheiro – DAS-3

DAYSE DE JESUS COSTA – Assessor Técnico, da Região de Pinheiro – DAS-3

VIANA

BRUNO MACIEL CUTRIM PENHA – Assessor Técnico, da Região de Viana – DAS-3

MARIA DE LOURDES LOPES DA COSTA VELOSO – Assessor Técnico, da Região de Viana – DAS-3

TIMON

ALDISTON DUARTE PINTO DE ARAUJO – Assessor Técnico, da Região de Timon – DAS-3

MARIA DE FÁTIMA PEREIRA DOS SANTOS – Assessor Técnico, da Região de Timon – DAS-3

MARIA DULCE DE OLIVEIRA BARROS – Assessor Técnico, da Região de Timon – DAS-3

SANTA INÊS

MARIA DE JESUS MARQUES MACHADO – Assessor Técnico, da Região de Santa Inês – DAS-3

JUSCELINO DA CRUZ FILGUEIRA JUNIOR – Assessor Técnico, da Região de Santa Inês -DAS-3

ALVINO RODRIGUES LEITÃO – Assessor Técnico, da Região de Santa Inês – DAS-3

DOMINGOS FERNANDES DOS REIS – Assessor Técnico, da Região de Santa inês – DAS-3

DEUSELIA LIRA DE SOUSA – Assessor Técnico, da Região de Santa Inês – DAS-3

ELISIARIO SOUSA OLIVEIRA – Assessor Técnico, da Região de Santa Inês – DAS 3

ZÉ DOCA

ANTONIO JOSÉ SILVA CONCEIÇÃO – Assessor Técnico, da Região de Zé Doca – DAS-3

ELIAS ARAÚJO – Assessor Técnico, da Região de Zé Doca – DAS-3

AÇAILÂNDIA

RAISSA AMARAL ABRAÃO SILVA – Assessor Técnico, da Região de Açailândia – DAS-3

THÁRCIO GONÇALVES OLIVEIRA – Assessor Técnico, da Região de Açailândia – DAS-3

FATIMA JANE CORREIA VASCONCELOS – Assessor Técnico, da Região de Açailândia – DAS-3

IMPERATRIZ

OZIEL MELO DE MATOS – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS – 3

DANIEL SILVA ALVES – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

LUIS ALBERTO TRABULSI LISBOA – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

MARIA LEIDE SOUSA BORGES – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

SANDRA ALVES DE SOUSA – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

SARA PALÁCIO DE LIMA BARROS – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

JOÃO MAURICIO MARTINS – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

CLÁUDIA REGINA SOUSA BARBOSA = Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

SEBASTIÃO CURTE MELO DUARTE JUNIOR – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

MIRIAN DE SOUSA ALMEIDA – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

ROBYERICKSON CUTRIM COSTA – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

ELIOFÁBIA JUCIELLY CUTRIM COSTA – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

KARLA GABRIELA RODRIGUES LOPES – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

LISANDRA TAVARES COSTA – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

PATRÍCIA MACIEL FERRAZ CASTILHO – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

JOÃO CRUZ CURY DADNETO SALOMÃO – Assessor Técnico, da Região de Imperatriz – DAS-3

BALSAS

RANIERI AVELINO SOARES – Assessor Técnico, da Região de Balsas – DAS-3

RAIMUNDO RUI BARBOSA ARRUDA – Assessor Técnico, da Região de Balsas – DAS-3

RENATO DE PAULA RIBEIRO – Assessor Técnico, da Região de Balsas – DAS-3

MARIA ECILEUSA SILVA DE SOUSA – Assessor Técnico, da Região de Balsas – DAS-3

LEONARDO BRINGEL VIEIRA =  Assessor Técnico, da Região de Balsas – DAS-3

ZIGOMAR COSTA AVELINO FILHO – Assessor Técnico, da Região de Balsas – DAS-3

SÃO JOÃO DOS PATOS

JOSÉ MÁRIO DUARTE SOUZA – Assessor Técnico, da Região de São João dos Patos – DAS-3

JUÇANNA MADEIRA DE SOUSA TORRES – Assessor Técnico, da Região de São João dos Patos – DAS-3

ANTONIO ELIZABETH GONÇALVES DE SOUSA – Assessor Técnico, da Região de São João dos Patos – DAS-3

MANOEL CARVALHO SOBRINHO – Assessor Técnico, da Região de São João dos Patos – DAS-3

FRANCISCO DE ASSIS RIBEIRO RESENDE – Assessor Técnico, da Região de São João dos Patos – DAS-3

MARIA ILANA ALVES ALMEIDA DE CARVALHO – Assessor Técnico, da Região de São João dos Patos – DAS-3

PRESIDENTE DUTRA

VERBENHA RODRIGUES GUIMARÃES BANDEIRA – Assessor Técnico, da Região de Presidente Dutra – DAS-3

RAIMUNDO MENDES FERREIRA – Assessor Técnico, da Região de Presidente Dutra – DAS-3

JEFFERSON SODRÉ CARVALHO – Assessor Técnico, da Região de Presidente Dutra – DAS-3

RAIMUNDO GOMES FERREIRA – Assessor Técnico, da Região de Presidente Dutra – DAS-3

JOSÉ RIBAMAR MENESES FILHO – Assessor Técnico, da Região de Presidente Dutra – DAS-3

PEDREIRAS

JUCILENE DE FREITAS SANTOS – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

JOÃO BATISTA SANTOS – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

MARIA ILMA DE MORAIS CLIMACO – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

LUIS CARLOS FERREIRA – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

HAROLDO EUVALDO BRITO LEDA JÚNIOR – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

HUGO CESAR SOUSA OLIVEIRA – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

RAIMUNDO NONATO TORRES DE SOUZA – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

MARIA MARTA DE SOUSA BATISTA – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

JOANA BASTOS HABIBE – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

HONORINA TEREZA PEREIRA ALMEIDA – Assessor Técnico, da Região de Pedreiras – DAS-3

BARRA DO CORDA

ELIZEU CHAVES DE FREITAS – Assessor Técnico, da Região de Barra do Corda – DAS-3

ROSILEIDE GOMES DA SILVA – Assessor Técnico, da Região de Barra do Corda – DAS-3

BACABAL

WALTER LIMA GOMES – Assessor Técnico, da Região de Bacabal – DAS-3

TERESINHA ALMEIDA DOS SANTOS SILVA – Assessor Técnico, da Região de Bacabal – DAS-3

TAYARA COSTA PEREIRA – Assessor Técnico, da Região de Bacabal – DAS-3

JESSICA MARIA GONÇALVES VIEIRA – Assessor Técnico, da Região de Bacabal – DAS-3

DAMIÃO FELIPE BARBOSA – Assessor Técnico, da Região de Bacabal – DAS-3

CESAR VIEIRA LINS DE OLIVEIRA LIMA – Assessor Técnico, da Região de Bacabal – DAS-3

KELLY JANE RIBEIRO JANSEN PEREIRA – Assessor Técnico, da Região de Bacabal – DAS-3

SAMARA APARECIDA FARIAS LOPES – Assessor Técnico, da Região de Bacabal – DAS-3

ITAMAR PAIXÃO DA SILVA – Assessor Técnico, da Região de Bacabal – DAS-3

CAXIAS

ELISA MARIA TORRES DA SILVA – Assessor Técnico, da Região de Caxias – DAS-3

ELEUSINA CARV ALHO DE OLIVEIRA FILHA – Assessor Técnico, da Região de Caxias – DAS-3

FERNANDO DE JESUS LIMA DE OLIVEIRA – Assessor Técnico, da Região de Caxias – DAS-3

Deu no D.O.

Disparate – Muito curioso o contrato de R$ 1.497.460,00 (um milhão, quatrocentos e noventa e sete mil, quatrocentos e sessenta reais) que a Prefeitura de Alto Alegre do Pindaré assinou com a A Ribeiro Organização para serviços de apoio logístico, organização e coordenação de eventos na cidade. Um contrato desse porte chama atenção por se tratar de um município que recentemente foi destaque do jornal espanhol El País em razão da miséria em que vive sua população: segundo o jornal, seis em cada dez pessoas na cidade vive na pobreza, sendo que quatro delas estão em famílias cuja renda per capita não chega a R$ 70,00 (setenta reais).

Disparate: saiba mais – Num cenário desses o prefeito torrar R$ 1,5 milhão em eventos não parece nada bonito de se ver. Sobre a matéria veiculada no jornal El País você lê a repercussão que saiu aqui no Blog do Garrone: http://blog.jornalpequeno.com.br/raimundogarrone/2014/09/21/os-maranhenses-que-dormem-para-passar-fome-sao-destaques-em-jornal-espanhol/

Pedras no asfalto – Chega a quase R$ 2 milhões a série de quatro contratos que a Prefeitura de Poção de Pedras assinou com a Rodonorte Construções. Dos quatro, o último foi assinado em 27 de dezembro de 2013 e só publicado em 2 de setembro deste ano. E tem de tudo no pacotão da Rodonorte, de asfalto a saneamento ambiental com pavimento de nome esquisito. O primeiro, assinado em 12 de agosto deste ano, beneficia os povoados de Canafístula, Centro do João Pedro e Centro do Ludujero e custou R$ 418.029,32 (quatrocentos e dezoito mil vinte e nove reais e trinta e dois centavos).

Pedras no asfalto, a missão – A preocupação ambiental da Prefeitura de Poção de Pedras, dando continuidade à série de quatro contratos com a Rodonorte Construções, começa com o a implantação de saneamento ambiental como serviços de manutenção de pavimentação de ruas nos povoados Alegria e Barro Vermelho. E não foi barato, não: R$ 563.795,43 (quinhentos e sessenta e três mil, setecentos e noventa e cinco reais e quarenta e três centavos), com contrato assinado dia 13 de agosto. Também é de saneamento ambiental a pavimentação nos povoados Belém dos Lajes e Fortaleza Beira Rio, no valor de R$ 563.795,43 (quinhentos e sessenta e três mil, setecentos e noventa e cinco reais e quarenta e três centavos) e assinado em 11 de agosto. E pra fechar o pacotão, temos o serviço de engenharia na pavimentação de ruas com revestimento A.A.U.Q. no povoado Lucindo, que sozinha chegou aos R$ 425.016,15 (quatrocentos e vinte e cinco mil, dezesseis reais e quinze centavos). E diferentemente dos outros, este contrato foi assinado lá em 2013, no dia 27 de dezembro!

Na estrada – Não saiu barata a recuperação das estradas vicinais que levam ao município de Senador Alexandre Costa. O contrato que a Prefeitura assinou com a NORCOP – Nordeste Construção e Projetos chegou a R$ 1.934.733,18 (um milhão, novecentos e trinta e quatro mil, setecentos e trinta e três reais e dezoito centavos). O contrato prevê o serviço em 16.369,90 metros. O documento foi assinado em 29 de julho de 2014.

Pare, atenção! – Coisa cara é placa de trânsito! Que o diga a Prefeitura de Cedral, que assinou contrato com a Rio Preto Construções e Serviços para sinalização viária urbana do município. O serviço saiu por R$ 221.870,36 (duzentos e vinte um mil, oitocentos e setenta reais e trinta e seis centavos), o que nos leva a crer que a cidade vai ficar mais sinalizada do que pista de Fórmula 1.

Pare, atenção! 2 – E não é que saiu mais cara ainda a sinalização no município de Lago Verde? A Gama Serviços & Contruções levou contrato no valor total de R$ 332.000,00 (trezentos e trinta e dois mil reais) para executar o que a gestão chama de Programa de Sinalização Viária! O documento é de 26 de agosto deste ano.

Vacina – Em Bacabeira o grande negócio é prevenção! E a Prefeitura paga caro por isso: só o contrato de manutenção preventiva, com fornecimento de peças e mão de obra, da frota de veículos a serviço do município saiu pela bagatela de R$ 382.208,00 (trezentos e oitenta e dois mil, duzentos e oito reais). Quem levou foi a A.R.S. Silva Auto Peças e Serviços, que tem 12 meses de prazo de contrato. O documento foi assinado em 1º de julho de 2014.

Geometria – A pavimentação de ruas em bloquete virou moda pelo interior do estado. Em Carutapera a Prefeitura topou pagar nada menos que R$ 943.659,21 (novecentos e quarenta e três mil seiscentos e cinquenta e nove reais e vinte e um centavos) pelo serviço, com drenagem superficial, no povoado São Lourenço. A empresa tem 120 dias para concluir o serviço, contados a partir da assinatura do documento, em 15 de agosto. Se tudo andar direito, o Natal vai ser só na base do bloquete!

Volta às aulas – A Prefeitura de Raposa firmou com a Contrex Construções e Serviços a reforma dos prédios escolares do município por R$ 714.907,69 (setecentos e quatorze mil, novecentos e sete reais e sessenta e nove centavos). São 12 meses de vigência, um ano inteirinho na validade, contados a partir de 21 de março deste ano. Até março não se admite nenhuma escola capenga na Raposa: fiquemos de olho!

Pechincha – Em Lago da Pedra não saiu nada barata a construção da Câmara Municipal. A Prefeitura contratou a Construtora Rocha, que vai receber R$ 519.649,13 (quinhentos e dezenove mil, seiscentos e quarenta e nove reais e treze centavos) pelo serviço. O contrato é válido por 120 dias a partir de 31 de julho de 2014.

Pechincha 2 – Mais cara ainda saiu, ainda para a Prefeitura de Lago da Pedra, a recuperação de estrada vicinal no município. A Construtora J. R. levou o contrato de R$ 1.162.576,90 (um milhão, cento e sessenta e dois mil, quinhentos e setenta e seis reais e noventa centavos) para prestar o serviço, com validade de  90 (noventa) dias e início em 28 de agosto.

Mão Dupla – Dobradinha em Rosário ultrapassa os R$ 2 milhões também para recuperação de estradas vicinais. Quem levou os dois contratos milionários foi a Construmaq, que vai receber exatos R$ 2.350.695,54 (dois milhões, trezentos e cinquenta mil, seiscentos e noventa e cinco reais e cinquenta e quatro centavos). Os documentos foram assinados, respectivamente, nos dias 22 e 27 de agosto deste ano.

Sarney escreve sobre os buracos de São Luís. E os buracos do governo Roseana?

Do Blog do Gilberto Lima

O ainda senador José Sarney, em seu artigo semanal, resolveu discorrer sobre os buracos de São Luís. Como se os problemas de infraestrutura na cidade fossem de agora. Na verdade, uma herança de descasos de gestões anteriores.

Poderia ter aproveitado para citar a responsabilidade do governo de sua filha que não firmou nenhuma parceria com o município para que esse problema fosse solucionado. Ao contrário, Roseana recorreu à justiça para que o município devolvesse mais de R$ 60 milhões que haviam sido destinados – pelo governo Jackson Lago – à construção do elevado da Forquilha. Mensalmente são retidos pelo Estado R$ 2 milhões do município.

Prefeito Edivaldo acompanha início do  asfaltamento do Jardim São Cristóvão

Prefeito Edivaldo acompanha início do
asfaltamento do Jardim São Cristóvão

Mesmo com orçamento apertado, o prefeito Edivaldo tem se empenhado em buscar soluções para essa problemática. Um passo importante acaba de ser dado com um programa de asfaltamento que vai ser estendido a todos os bairros da cidade. O primeiro bairro a ser beneficiado é o Jardim São Cristóvão, onde 37 ruas estão recebendo asfalto. Uma ação que se tornou possível graças a investimento na recuperação total da Usina de Asfalto do município, deixada sucateada pela gestão passada. Além da recuperação e aquisição de máquinas para uso na aplicação do asfalto. Todo o trabalho é realizado por mão de obra própria, sem a contratação de empresas que poderia elevar o custo do serviço. Para conhecer de perto as ações iniciais desse programa de asfaltamento, sugiro ao Sarney que ele faça uma visita às obras em execução no Jardim São Cristóvão.

O prefeito Edivaldo tem avançado, ainda, na área da saúde, transparência, proteção social, onde é referência nacional em apenas 1 anos e 11 meses de governo. Clique AQUI e leia mais.

Página 1 de 44112345...102030...Última »